Escola da Calheta descarta responsabilidades na situação das refeições servidas esta quarta-feira (c/áudio)

A Escola da Calheta não assume qualquer responsabilidade na situação das refeições servidas ao almoço desta quarta-feira aos alunos, tendo o presidente do Conselho Executivo, José Gonçalves, explicado à RL Açores que a situação se deveu a um problema técnico da empresa que fornece a comida à escola.

José Gonçalves fala mesmo em pouca qualidade por parte da Gertal, a empresa em causa, e explica exatamente como decorreu toda a situação verificada esta quarta-feira, dizendo que a empresa foi a única a falhar.

O presidente da Escola acredita que se tratou de uma situação pontual, mas diz também que a empresa tem de cumprir o caderno de encargos.

A escola já apresentou uma reclamação formal à empresa em causa, a Gertal.

O presidente do conselho executivo adiantou ainda que tendo em conta a situação o dinheiro das refeições em causa foi devolvido à escola, uma vez que o serviço não foi prestado nas melhores condições.

A Gertal presta o serviço de cantina à EBS da Calheta, tendo em conta que a escola está em obras e não tem, por isso, condições de confecionar as refeições no edifício.

Liliana Andrade/RL Açores

Deixe uma resposta