Espaço de Formação Artística desenvolvido em São Jorge

Ana Luena e José Miguel Soares deslocaram-se à Ilha de São Jorge, a fim de trazer ao Arquipélago dos Açores um projeto desenvolvido pelos dois, o “Revela-me” da Malvada Associação Artística, a qual são os Diretores Artísticos da Associação fundada em Évora no ano de 2018.

Trata-se de uma formação em arte, desenvolvida na Ilha, por meio do contacto com Andreia Melo do Grupo de Teatro Jorgense “Iuventute Virtutis”.

“Entrámos em contacto com a Associação “Iuventute Virtutis” através da Andreia Melo, que já conhecíamos de outras situações profissionais no passado, para que viéssemos trabalhar com um grupo de residentes em São Jorge a fim de darmos uma formação na área da interpretação, mas também da criação artística.” Conta Ana Luena, encenadora, Diretora Artística e também formadora deste projeto que aconteceu em São Jorge ao longo desta semana.

Um total de sete participantes Jorgenses na oficina e cinco sessões, todas elas assentes em várias temáticas como teatro, fotografia e até improviso, é o foco do trabalho desenvolvido na ilha, conta José Miguel Soares, fotógrafo e um dos Diretores da Malvada Associação Artística.

“Ao todo foram sete participantes, num total de cinco sessões. No primeiro dia, tivemos uma sessão expositiva no formato Master Class, onde nós partilhámos a nossa forma de trabalhar. Na segunda sessão, fizemo-la no Farol dos Rosais, por estar abandonado, sendo esta uma das temáticas que nos interessa, porque cruzamos a periferia com lugares de abandono. Portanto, dentro deste projeto, tivemos várias vertentes: uma exposição fotográfica, um espetáculo de teatro e em paralelo, também conversas de partilha.”

Por sua vez, Ana Luena diz “este projeto chama-se “Revela-me” e é financiado pelo Ministério da Cultura, teve o apoio da Câmara Municipal de Velas e foi estabelecida uma parceria com a “Iuventute Virtutis” para nós virmos aqui desenvolver esta oficina e estamos a trabalhar sobre dois conceitos que são o âmago da criação da Exposição e do Espetáculo que já apresentámos no Continente: em Évora, Montemor e vamos a Torres Vedras e Castelo Branco.” Conta, anunciando que “para já ainda não está agendado virmos cá com o Espetáculo, mas deixamos esta pequena semente da oportunidade de termos vindo à ilha desenvolver a oficina.”

Porém, este é um trabalho que não se ficou apenas por São Jorge, Ana Luena e José Miguel Soares deslocam-se também à Ilha do Faial, para uma formação mais intensa, de três dias.

“No Faial vamos fazer algo similar, embora seja um bocadinho diferente porque vai ser mais intensivo. Aqui foram cinco dias, lá vão ser três. Arranca na sexta-feira à noite, dia 18, e depois sábado e domingo durante todo o dia.” Explica prosseguindo, “vamos também fazer improvisação, partilhar as nossas metodologias e o projeto do “Revela-me” que abraça todas estas atividades.” Conta empolgada Ana Luena à Rádio Lumena.

Os Diretores Artísticos da Malvada Associação Artística de Évora, a encenadora Ana Luena e o fotógrafo José Miguel Soares, que falavam à Rádio Lumena, acerca do projeto que vieram desenvolver à ilha o “Revela-me”.

Imagem: Andreia Melo

Laura Cabral/RL Açores

Deixe uma resposta