Exposição “Máquinas do Tempo” transporta visitantes numa viagem ao passado da ilha de S.Jorge e do mundo da fotografia (c/áudio)

O Museu Francisco Lacerda tem patente ao público até ao dia 30 de abril uma exposição intitulada “Máquinas do Tempo”.

A exposição que parte da máquina fotográfica para a imagem pretende dar a conhecer tanto a história da fotografia como da ilha de São Jorge.

Uma viagem no tempo pelo mundo da fotografia e uma viagem no tempo pela história e cultura de São Jorge – é o que pretende proporcionar a exposição “Máquinas do Tempo”, patente no Museu Francisco Lacerda.

Começando pelas máquinas fotográficas, onde a mais antiga remonta ao ano de 1914 são muitas as relíquias que compõem esta exposição.

Este espólio foi cedido ao Museu por um colecionador de Máquinas fotográficas, como conta Virginia Reis, Diretora do Museu.

A exposição Máquinas do Tempo surge também para contar a história de São Jorge em imagens.

Nesta exposição as fotografias estão divididas por categorias, nomeadamente por Vilas e freguesias e fotografias de algumas fajãs, pela “Celebração da fé”, “a festa do povo” ou mesmo as “efemérides”, onde podemos encontrar, por exemplo, fotografias do sismo de 1964.

A escolha destas fotografias não foi tarefa fácil, uma vez que o museu dispõe de um espólio com mais de seis mil fotografias, todas elas doadas pela população da ilha desde a ponta do Topo à ponta dos Rosais.

Está também disponível nesta exposição uma breve cronologia da história da fotografia, relacionada com a parte exposta das máquinas fotográficas.

Uma exposição que foi agora reposta, tendo já sido realizada há alguns anos, mas agora em menores dimensões.

Liliana Andrade/RL Açores

Deixe uma resposta