“Fábrica de conservas de Santa Catarina tem uma importância fundamental”, afirmou António Marinho

No âmbito das jornadas parlamentares do PSD Açores em São Jorge, os deputados social-democratas visitaram, esta quarta-feira, a Indústria Conserveira de Santa Catarina.

De acordo com António Marinho, “a Fábrica de conservas de Santa Catarina tem uma importância fundamental, designadamente no concelho da Calheta,” devido ao facto de empregar um grande número de funcionários, “cerca de 130/140 postos de trabalho”, sendo que se “virmos isto em número de famílias, atingirá cerca de 500 pessoas num universo populacional de 3500”, tendo, assim, uma “importância determinante”.

O deputado social-democrata destacou também “a mais-valia introduzida num produto de origem regional que é o da pesca do atumo” salientando os produtos mais recentes fabricados pela indústria de Santa Catarina, como os produtos gourmet.

Quanto à intervenção pública de que foi alvo a indústria conserveira de Santa Catarina, António Marinho disse que apesar de não ser normal haver intervenções públicas em empresas na área das conservas que neste caso foi mesmo necessário porque as circunstâncias assim o exigiam realçando “a importância da manutenção de todos aqueles postos de trabalho”.

“Naturalmente terá que fazer o seu caminho para a dada altura conseguir libertar-se, porque em termos económicos poderá haver rentabilidade desta fábrica”, frisou António Marinho, acrescentando que a indústria conserveira “tem que resolver os seus produtos financeiros para partir para uma nova fase da sua vida quando isso for possível”, o que será muito importante não só para a ilha mas também para a região.

Liliana Andrade/RL Açores

Deixe uma resposta