Home / Destaque / Fábrica de conservas Santa Catarina conquista cinco prémios em concurso nacional
Fábrica de conservas Santa Catarina conquista cinco prémios em concurso nacional

Fábrica de conservas Santa Catarina conquista cinco prémios em concurso nacional

A empresa Santa Catarina Indústria Conserveira, S.A, sediada em São Jorge e que constituiu o maior empregador da ilha, acaba de conquistar cinco prémios no 3.º Concurso Nacional de Conservas de Pescado, realizado em Santarém.

A conserveira açoriana ganhou prémios com todos os produtos que apresentou a concurso, incluindo o mais importante do certame, que distingue o “Melhor dos Melhores”, com o Filete de Atum em Azeite com Sementes de Funcho.

A distinção, conferida ao produto ‘gourmet’ da Santa Catarina num concurso em que se apresentaram produtos de grande qualidade, exalta o Filete de Atum em Azeite com Sementes de Funcho como “a conserva de maior excelência”.

Para além desse prémio, atribuído após avaliação de um júri em prova cega de 19 amostras de várias conserveiras portuguesas, a Santa Catarina ganhou duas medalhas de ouro com o Filete de Atum em Azeite Biológico 250g em frasco de vidro e com o Filete de Atum com Molho Cru.

A conserveira açoriana conquistou também duas medalhas de prata com o Filete de Atum em Azeite com Rama de Funcho e com o Paté de Atum com Orégãos.

O prémio principal do concurso confere à Santa Catarina o direito a um ‘stand’ grátis na Feira Nacional de Agricultura, que vai ter lugar em Santarém, de 7 a 15 de junho.

A empresa Santa Catarina Indústria Conserveira, S.A. foi identificada, em abril de 2013, como uma “marca que cria valor acrescentado para o país”, no âmbito do projeto Portugal Inspira, uma iniciativa de empreendedorismo que pretende promover marcas e produtos portugueses.

Este projeto, que criou uma plataforma de identificação de produtos e serviços nacionais que criam valor acrescentado para o país, pretende levar ao conhecimento dos portugueses produtos e serviços de elevada qualidade que muitas vezes não são identificados como nacionais e, com isso, provocar um consumo consciente que se reflita no desenvolvimento da economia.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top