Home / Politica / Falta liderança e organização ao setor da Saúde nos Açores
Falta liderança e organização ao setor da Saúde nos Açores

Falta liderança e organização ao setor da Saúde nos Açores

“Falta de liderança e organização” ao setor da Saúde, foram as acusações visíveis na intervenção desta tarde do deputado do PSD/Açores Luís Maurício, que exemplificou com o recente caso dos Cuidados Intensivos no Hospital da Ilha Terceira, “em que faltou nitidamente uma decisão política imediata, por parte do secretário regional da Saúde, que não agiu a tempo”, criticou.

“Está apenas em causa a gravidade das situações relatadas no documento entregue à Administração do hospital, e que a mesma reteve durante sete meses, impondo apenas uma opção da sua parte: Demitir aquela administração”, disse o social-democrata ao titular da pasta da saúde.

“No entender do PSD/Açores, a sua decisão pecou por tardia e demonstrou uma clara falta de liderança. Uma falta de liderança que se vai estendendo a outras ações desta governação, afetando negativamente os utentes do nosso sistema regional de saúde”, frisou Luís Maurício.

Abordando a atual polémica em torno das convenções médicas e reembolsos, o parlamentar acusou o secretário regional “de, publicando a legislação sobre convenções e reembolsos  a 30 de julho, termos chegado a dezembro sem que as mesmas cubram todas as áreas carenciadas”.

“O senhor secretário considera o reembolso como um verdadeiro castigo para os doentes açorianos. Como se quem fosse à privada tivesse dinheiro para pagar a totalidade dos seus exames, ou como se o setor público tivesse capacidade de responder a tudo”, reforçou.

E criticou a atitude discriminatória que o governo regional adotou, pois “se havia necessidade de eliminar abusos, nomeadamente no que se refere às convenções e, principalmente, aos reembolsos, o governo devia ter sido claro, não fomentando uma desconfiança generalizada”.

“Mas quem é que abusou? Mas quem é que cometeu burlas? Quem é que cometeu infracções?”, questionou Luís Maurício, desafiando o executivo a “identificar quem é que fez isso, e não aplicar, de forma transversal, uma regra que só prejudica os doentes dos Açores”, referiu.

Luís Maurício disse ainda que “o aumento de verbas para o setor da Saúde, tão propalado, especialmente pela bancada do PS, veio apenas provar o que o PSD/Açores afirma há muitos anos. Que a saúde açoriana estava subfinanciada. Aliás, mesmo com este aumento, esse problema mantém-se”.

“A saúde para os açorianos está, de facto, muito pior do que antes”, concluiu.

PSD Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top