Home / Destaque / Fausto Brito e Abreu espera que novo Porto do Topo promova o desenvolvimento e a criação de emprego
Fausto Brito e Abreu espera que novo Porto do Topo promova o desenvolvimento e a criação de emprego

Fausto Brito e Abreu espera que novo Porto do Topo promova o desenvolvimento e a criação de emprego

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia apresentou este domingo, no Topo, o projeto de melhoria das condições de operacionalidade e segurança do porto desta vila da ilha de São Jorge, manifestando a convicção de que a nova infraestrutura permitirá promover o desenvolvimento económico e a criação de emprego.

“O nosso plano é adjudicar o projeto de execução ainda este ano, de forma a que toda a tramitação legal, que é muito demorada numa obra como esta, possa desenrolar-se durante o primeiro semestre do próximo ano e a obra esteja em condições de começar no início do verão”, afirmou Fausto Brito e Abreu, acrescentando esperar que a obra permita “trazer retorno para toda a Região”.

 Na intervenção que proferiu na cerimónia, o Secretário Regional salientou que esta obra, orçada em cerca de 2,2 milhões de euros, é uma necessidade antiga, recordando que a sua realização foi uma promessa eleitoral, que agora dá mais um passo para a sua concretização, através da apresentação pública do projeto.

“A pesca é uma atividade que beneficiará diretamente, mas o porto será um pólo de desenvolvimento também para outras atividades, como a náutica de recreio ou as atividades marítimo-turísticas, que estão a ter cada vez mais procura na Região”, frisou.

“O nosso mar está cheio de riquezas que ainda não estamos a explorar totalmente. Este porto e outras infraestruturas em que o Governo está a investir vão dar a possibilidade de as explorar bem, mas vamos precisar da capacidade dos homens do mar e de outros empreendedores que saibam tirar o máximo proveito deste investimento”, afirmou Fausto Brito e Abreu.

O projeto hoje apresentado prevê a construção de um molhe cais mais rodado para norte, de modo a fechar mais a bacia portuária, ficando a frente de acostagem com 40 metros de comprimento.

O porto ficará dotado com uma área de terrapleno de 1.300 metros quadrados, com uma zona de cais acostável de cerca de 77 metros, mais 50 metros do que atualmente, e será também construída uma nova rampa de varagem, com 7,5 metros de largura.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top