DestaqueLocal

Félix Rodrigues contesta limitações de mercado na exportação do queijo de São Jorge (c/áudio)


Félix Rodrigues, o cabeça de lista da coligação do CDS-PP/PPM “Aliança Açores”, esteve este fim-de-semana em visita de pré-campanha à ilha de São Jorge, onde voltou a reforçar a ideia de que esta candidatura se afirma como uma alternativa ao PS e ao PSD.

O candidato da coligação às próximas eleições legislativas defendeu em São Jorge a importância de criar produtos de valor acrescentado nos Açores.

De acordo com Félix Rodrigues, a ilha de São Jorge já conta com um produto de valor acrescentado. No entanto para o caso do queijo de São Jorge, o candidato aponta outra solução que venha valorizar este produto que, segundo Félix Rodrigues, é tão importante para a economia da ilha.

No caso do queijo de São Jorge, “que tendo um valor acrescentado extremamente elevado, não pode ser vendido como um queijo qualquer”, afirmou o candidato, acrescentado que, assim, “no âmbito da Assembleia da República o que é defensável ara um produto com as características do queijo de São Jorge, que é fundamental para a economia desta é ilha, é que haja mais liberdade no mercado”.

O cabeça de lista da coligação Aliança Açores contestou assim as limitações de mercado que se fazem sentir atualmente.

“Neste momento há mais liberdade para o leite, uma vez que desapareceu as quotas leiteiras e o mercado ficou mais livre com consequências nefastas para os Açores”, no entanto, “acontece que no caso do queijo açoriano, especificamente do queijo de São Jorge, o mercado não está tão aberto quanto isso, ou seja, há limitações nas exportações para mercados que são extremamente importantes para os Açores “.

O mercado canadiano e o mercado dos EUA são exemplo disso, uma vez que segundo o candidato “são mercados cujas quotas de entrada desse produto nesses países está muito limitada”.

Félix Rodrigues reiterou que esta coligação se assume como uma alternativa, defendendo um rumo diferente para o país.

“Uma vez que o PSD já perdeu essas eleições claramente, entendemos que deve haver um rumo claro para o país, e este rumo é um rumo de gente séria e honesta que assume as dividas e sabe que as tem que pagar, porque se não chegamos à situação da Grécia”, uma situação que segundo Félix Rodrigues, “o Partido Socialista andou a defender para Portugal”.

Assim sendo, o candidato considera que “não podemos permitir que os votos vão parar ao partido socialista e, portanto, o voto alternativo é um voto útil efetivamente na coligação CDS-PP/PPM”.

O cabeça de lista da coligação “Aliança Açores” para as eleições legislativas em outubro próximo visitou este sábado a Finisterra, Cooperativa de Lacticínios do Topo, na ilha de São Jorge.

LA/RL Açores

Comment here