Home / Açores / Festival Montanha encerra terceira edição
Festival Montanha encerra terceira edição

Festival Montanha encerra terceira edição

 

Arte e aventura em janeiro através do Montanha Pico Festival foi o resultado de 15 eventos e 8 exposições, levando centenas de pessoas a espaços públicos e privados, no primeiro mês do ano.

“Já não se pode dizer que janeiro é o mês mais calmo do ano, pelo menos na ilha do Pico,” explica Terry Costa, o diretor artístico da MiratecArts, organização produtora do festival. Desde a Câmara Municipal da Madalena ao Museu dos Baleeiros nas Lajes do Pico, Casa da Montanha e a Atlântico Teahouse, o festival movimentou centenas de residentes e visitantes durante o mês de janeiro. “Tivemos visitas de ilhas vizinhas e do continente, que vieram ao Pico de propósito para desfrutar da programação e participarem nas aventuras artísticas,” avança Costa, “isso é muito importante e mostra que quando se faz, pode levar algum tempo, mas as pessoas aparecem, e com programação cultural artística conseguimos desenvolver economicamente a nossa ilha.”

Através de programas de temática montanha, a acontecer na montanha mais alta de Portugal, na ilha do Pico, a MiratecArts prova que a maior riqueza está em abraçar a natureza e o que se consegue concretizar quando a elevamos e não a destruímos. “Todos os eventos falaram, de alguma forma, sobre a cultura montanhosa, desde ao Pico aos picos mais altos do planeta, através de filmes, de livros, de conversas com artistas cujo trabalho é dedicado às montanhas. Janeiro é um mês de aprendizagem e entretenimento só com montanha” explica o diretor artístico.

Os talentos apresentados, que estiveram presentes no Pico, representaram várias ilhas dos Açores, mas também do continente e até da Polónia.

Além dos espaços públicos geridos pelo município da Madalena, Museu do Pico e Parque Natural do Pico, a empresa Atlântico Teahouse também se juntou ao festival sendo a anfitriã de encontros e da exposição “Bremim + Flora da Montanha” de Nuno Gonçalves, que fica patente na casa de chá por mais um mês. “O trabalho do jovem Nuno Gonçalves sobre a flora da montanha é muito importante para percebermos as riquezas que nos rodeiam, neste nosso jardim.”

O festival é conseguido com o apoio da Direção Regional do Ambiente, que já anunciou que continuará a trabalhar com MiratecArts neste projeto anual. “Só podemos fazer o que se faz com o apoio dos nossos parceiros, abraçando entidades públicas, assim como empresas privadas, que desejam melhorar a vida quotidiana dos cidadãos, promover a cidadania, e oferecer mais aos visitantes” conclui Terry Costa. “A força está na união e em mostrar o que se pode fazer nas nossas ilhas.”

O Montanha Pico Festival encerra hoje, 31 de janeiro, com a apresentação do filme Longe dos Homens, baseado no conto do Nobel Albert Camus, e no papel principal o ator nomeado a Melhor Óscar 2017, Viggo Mortensen. www.picofestival.com.

MiratecArts/RL Açores

Fotografia: ©Nelson Silva

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top