CulturaDestaqueLocal

Frederico Maciel lança “Apontamentos Genealógicos (Meus primos e afins de São Jorge e … de outras paragens)” (c/áudio)

São dois volumes que têm compilados precisamente apontamentos genealógicos, como indica o nome do livro. Para Frederico Maciel, autor da obra, a genealogia nunca é algo que esteja concluído, podendo sempre ser acrescentada. Destes dois volumes que compõem a obra “Apontamentos Genealógicos (Meus primos e afins de São Jorge e … de outras paragens)” constam cerca de cinco mil nomes dos oitenta mil que o autor foi recolhendo.

A obra foi lançada na sexta-feira no Auditório Municipal das Velas.

De acordo com Frederico Maciel, autor do livro e provedor da Santa Casa da Misericórdia das Velas, estes apontamentos ficarão disponíveis no acervo da Santa Casa e poderão ser melhorados e até mesmo corrigidos caso seja detetado algum erro.

Não se tratando de um romance ou de uma história, quem folhear este livro editado por Frederico Maciel irá encontrar muitos nomes, os ascendentes e descendentes de muitas famílias jorgenses, sendo um livro de consulta e uma mais-valia para quem quiser ficar a conhecer mais sobre a sua família.

A família base do Livro é a família Avelar, sendo que os nomes encontrados são essencialmente originários das freguesias de Velas, Rosais e Urzelina, que depois se vão espalhando através das gerações por outras zonas da ilha de São Jorge.

O autor do livro diz que não há aqui predominância de nomes, nem mais famílias com o mesmo nome, dando o exemplo da sua família, explicando que há pelo menos três famílias Maciel que não têm qualquer tipo de parentesco, havendo mesmo nomes de famílias que acabam por desaparecer.

Frederico Maciel revelou que não conseguiu ir aos primórdios do povoamento da ilha, tendo-se baseado muito nos registos paroquiais, uma vez que as famílias retratadas no livro são famílias de artesãos, sendo este um livro que vai buscar nomes de famílias até ao século XVI, havendo ainda outras que surgem no século XVII e século XVIII.

Após a apresentação desta obra de Frederico Maciel foi ainda apresentado um momento teatral com a peça “Mulher Ilhéu” – retratando a diferente e, por vezes, tão semelhante vida das mulheres nos arquipélagos da Macaronésia.

O livro “Apontamentos Genealógicos (Meus primos e afins de São Jorge e … de outras paragens)”, que foi distribuído gratuitamente, foi lançado no âmbito da candidatura da Santa Casa da Misericórdia ao Programa Prorural +, tendo já sido lançadas anteriormente outras três obras.

 

 

 

 

 

Liliana Andrade/RL Açores

Fotografia: ©Mark Marques|Info-Fajãs

Comment here