Home / Destaque / GNR são cabeça de cartaz do Festival de Julho 2015 – De 16 a 20 de julho a Vila da Calheta está em festa (c/áudio)
GNR são cabeça de cartaz do Festival de Julho 2015 – De 16 a 20 de julho a Vila da Calheta está em festa (c/áudio)

GNR são cabeça de cartaz do Festival de Julho 2015 – De 16 a 20 de julho a Vila da Calheta está em festa (c/áudio)

A Banda GNR foi anunciada como cabeça de cartaz do Festival de Julho de 2015. A Festa que se realiza na Vila da Calheta decorre de 16 a 20 de Julho e como adiantou o presidente do Município Calhetense, Décio Pereira, em entrevista à RL Açores, haverá também uma noite dedicada a bandas do triângulo, a chamada “Noite do Triângulo”.

“Os GNR foram uma agradável surpresa até para nós próprios termos conseguido uma grande banda de renome nacional, ainda apor cima em ano em que eles estão a lançar um novo álbum”, destacou Décio Pereira, acrescentando que “foi possível com um conjunto de esforços e também com pessoas amigas do município e da terra trazer cá esta banda que é, realmente, uma cabeça de cartaz notável”.

O autarca salientou ainda “um acordo” que decorre entre os Municípios do Triângulo que vai resultar “numa noite que será exclusivamente reservada a bandas de São Jorge, do Pico e do Faial”, salientando Décio Pereira que “estes serão momentos muito marcantes do Festival, os GNR por um lado e, por outro lado, essa Noite do Triângulo”.

Décio Pereira realçou também o esforço realizado pelas empresas de transportes marítimo e viaturas que reforçaram, assim, as ligações com São Jorge nestes dias, nomeadamente com ligações extraordinárias entre Angra do Heroísmo e Calheta.

“Graças ao esforço e compreensão das entidades que regulam os Transportes marítimos, vamos ter uma viagem extraordinária de Angra para a Calheta que vem na sexta-feira e depois regressa na segunda-feira”, adiantou Décio Pereira, algo que, na sua opinião, “vai permitir que mais pessoas, sobretudo da ilha Terceira, possam vir ao nosso Festival e possam participar quer como pessoas que simplesmente vêm à festa, como para participar em marchas e coisas dessa natureza”.

Quanto ao orçamento da festa para este ano, Décio Pereira afirma que é o mesmo do ano passado, 40 mil euros, que tal como referiu levam o Município a uma “grande ginástica financeira”, esperando, no entanto, ter um retorno positivo.

“Espero ter um retorno positivo e aliás a primeira coisa apositiva que já aconteceu, que já se tinha verificado também no ano transato, é, de facto, um envolvimento muito grande das instituições e das pessoas da terra e essa ajuda que tenho que sublinhar sempre”, destacou Décio Pereira.

De 16 a 20 de julho a Vila da Calheta estará em festa com uma forte aposta nos produtos  e nas gentes locais, como esclareceu Décio Pereira, à semelhança do que já aconteceu na edição do Festival de Julho do ano passado.

LA/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top