“Governo da coligação falha na solidariedade que é devida aos Açores”, afirma Carlos César

O cabeça de lista do PS/Açores às próximas eleições legislativas defendeu a necessidade de “reforçar a ligação e coordenação entre as instituições nacionais ligadas à proteção civil e as instituições regionais”.

Carlos César falava na ilha das Flores, durante uma visita à corporação de bombeiros de Santa Cruz, onde enalteceu todo o esforço realizado pelos bombeiros no arquipélago, em diferentes situações de catástrofe.

“Tivemos ao longo dos últimos anos inúmeras situações em que foi preciso testar a capacidade dos nossos bombeiros, que responderam de forma excelente. Mas é importante que reforcemos, nesta fase, a coordenação operacional entre o sistema nacional de proteção civil e as forças de segurança e outras envolventes do sistema que tem representação na nossa Região que estão a cargo do Governo da República e as instituições regionais”, afirmou o candidato socialista.

Por outro lado, Carlos César acusou os Governos da República, liderados pelo PSD, de falta de “solidariedade” em relação à Região Autónoma dos Açores nomeadamente “em situações de catástrofe”, dando como exemplo o “corte de transferências aquando da crise sísmica do Faial e Pico em 1998 e a falta de apoios quer na altura das intempéries que lesaram, em especial, a freguesia de Porto Judeu, na Terceira, quer mais recentemente com os problemas no concelho do Nordeste, em São Miguel, e em Angra do Heroísmo, na Terceira”.

“Há poucas semanas, tivemos graves ocorrências no concelho do Nordeste, particularmente na Pedreira, e na ilha Terceira, em várias freguesias sobretudo no caso de Angra mas também no concelho da Praia da Vitória. E o Primeiro-ministro não se dignou a fazer um telefonema às autoridades regionais a perguntar ‘Precisam de alguma coisa? Somos úteis em alguma coisa?’. Nem sequer um telefonema de solidariedade nem do Primeiro-Ministro, nem do Ministro, nem de um Secretário de Estado, nem de uma Secretária de Estado”, lembrou o cabeça de lista do PS/Açores.
Segundo Carlos César, foram os Governos da República do Partido Socialista que apoiaram o Governo Regional, recordando o apoio dos então ministros António Costa e Jorge Coelho, quando se registaram “graves problemas” na ilha das Flores em 1996.

“Os açorianos ficaram percebendo que com o atual Governo da República, da coligação PSD e CDS/PP, a solidariedade é pouca. Já sabíamos e é também por isso que é preciso mudar”, finalizou Carlos César.

Recorde-se que esta sexta-feira assinala-se o Dia Nacional do Bombeiro.

GI PS Açores/RL Açores

Deixe uma resposta