Home / Açores / Governo dos Açores comemora 10 anos da Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico como Património Mundial

Governo dos Açores comemora 10 anos da Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico como Património Mundial

O Secretário Regional dos Recursos Naturais destacou, em São Roque do Pico, o “prestigiante reconhecimento internacional” da classificação ocorrida há 10 anos da Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico como Património Mundial pela UNESCO, data que o Governo dos Açores assinala com um programa que foi hoje apresentado.

“Completando-se este ano 10 anos de tão prestigiante reconhecimento internacional, o Governo dos Açores, em parceria com as forças locais, desenvolverá, a partir de hoje e até 10 de novembro, um conjunto de atividades evocativas”, anunciou Luís Neto Viveiros, destacando o colóquio que vai decorrer de 4 a 6 de julho, coincidindo com a data da classificação.

Luís Neto Viveiros recordou que a Secretaria Regional dos Recursos Naturais, através da Direção Regional do Ambiente, promoveu no último ano a avaliação pública e consequente alteração do Plano de Ordenamento que regula esta área, frisando que o atual instrumento de gestão territorial reforça “os objetivos que presidiram à sua elaboração, por forma a que toda esta paisagem se transforme num dos principais polos de desenvolvimento económico e social da ilha e dos Açores”.

O Secretário Regional destacou a “evolução das execuções orçamentais dos últimos anos, no que respeita aos apoios à manutenção e reabilitação da vinha do Pico”, frisando que “a soma do executado em 2013 com o comprometido para este ano totaliza quase 1,9 milhões de euros”.

Relativamente às 52 candidaturas aprovadas no ano passado, salientou que “correspondem a uma área a reabilitar de 65,72 hectares, tendo-se ultrapassado, só num ano, os 50,77 hectares de todos os projetos (66) aprovados nos nove anos anteriores (2004 a 2012)”.

“Desde a criação dos incentivos, em 2004, foram aprovadas 118 candidaturas de reabilitação, correspondendo a uma área de reabilitação de cerca de 116,5 hectares de vinha, num apoio financeiro global superior a 2,3 milhões de euros”, afirmou Luís Neto Viveiros, acrescentando que “em simultâneo, está contratada com 214 beneficiários a manutenção de cerca de 156 hectares de vinha, a que corresponde um apoio financeiro global próximo dos 2,4 milhões de euros”.

Na intervenção que antecedeu a assinatura de 22 novos contratos de reabilitação referentes às candidaturas apresentadas nos últimos meses de 2013, o Secretário Regional salientou que correspondem a uma área de 42 hectares e cerca de 840 mil euros de apoios financeiros.

“Reabilitar e dar vida à vinha do Pico é, com certeza, honrar a memória e o engenho dos nossos antepassados, toda uma cultura única, o que somos e nos diferencia, mas também é saber retirar proveito dessa herança e da terra, tal como eles o souberam”, frisou Luís Neto Viveiros.

RL/Gacs

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top