Home / Açores / Governo dos Açores cria eco-galardão para incentivar boas práticas ambientais nas empresas
Governo dos Açores cria eco-galardão para incentivar boas práticas ambientais nas empresas

Governo dos Açores cria eco-galardão para incentivar boas práticas ambientais nas empresas

O Secretário Regional da Agricultura e Ambiente revelou hoje, na Horta, na abertura do XI Encontro Regional Ambiental e Eco-Escolas, que o Governo dos Açores decidiu criar num galardão regional destinado a incentivar e premiar as boas práticas ambientais por parte das empresas regionais.

Luís Neto Viveiros afirmou que se pretende incentivar o envolvimento dos privados no desenvolvimento de uma economia verde, através da criação, em 2015, de “um novo galardão que premeie a aplicação de boas práticas ambientais no mundo empresarial”.

“À semelhança e no espírito do galardão Miozotis, já na sua quarta edição e que se destina a reconhecer e valorizar os alojamentos regionais que invistam no turismo sustentável”, acrescentou o Secretário Regional, frisando que “esta iniciativa conta já com alojamentos premiados em todas as ilhas, num total de 47 unidades, o que corresponde a 25% da oferta hoteleira da Região”.

Na sessão de abertura deste encontro, que decorre até sexta-feira em simultâneo, por videoconferência, nas cidades da Horta e de Ponta Delgada, Luís Neto Viveiros considerou “fulcral o investimento na implementação de parcerias, formais ou informais, no âmbito das diferentes iniciativas para mobilização da sociedade”.

“Quero destacar o papel dos nossos parceiros, entidades que têm vindo a assumir um papel ativo nas questões de Educação Ambiental e do Desenvolvimento Sustentável, nomeadamente escolas, universidades, municípios, organizações não-governamentais, associações locais e empresas”, salientou.

Luís Neto Viveiros, sublinhando o espaço escolhido para a realização deste encontro, a Escola Secundária Manuel de Arriaga, destacou a importância do Eco-Escolas, um programa internacional que pretende encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido no âmbito da Educação Ambiental.

“Este ano, houve 77 Eco-Escolas inscritas e sexta-feira vão ser galardoadas as 70 que conseguiram atingir os objetivos a que se propuseram”, afirmou, acrescentando que “também vão ser distinguidos os 18 municípios-parceiros que apoiam as Eco-Escolas, praticamente todos os municípios dos Açores, que são 19”.

O Secretário Regional endereçou, por outro lado, “uma palavra de reconhecimento” para os dois municípios que vão receber sexta-feira o galardão Eco XXI, Lajes e São Roque do Pico, salientando que se trata de “um galardão ambicioso, de difícil cumprimento, que promove a identificação e o reconhecimento das boas práticas de sustentabilidade desenvolvidas ao nível dos municípios”.

“É a educação para um futuro com espírito verde que nos move”, afirmou Luís Neto Viveiros, destacando que o Parque Escola 2014/2015 vai disponibilizar mais de duas centenas de ações junto da população escolar dos Açores, contando com a “motivação dos professores e educadores para levar esta oferta educativa até aos alunos da Região.”

Para o Secretário Regional, educar ambientalmente “é o maior garante que podemos ter de preservação da nossa herança natural e até do nosso modo de vida”.

GaCS

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top