Governo dos Açores e técnicos de diagnóstico e terapêutica fecham acordo de regularização de carreiras e reposição remuneratória

O Governo Regional dos Açores e os representantes dos técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica assinaram um acordo de regularização de carreiras e reposição remuneratória, cujo valor total ascende a 850 mil euros.

O Secretário Regional da Saúde e Desporto, Clélio Meneses, que firmou o acordo pelo Executivo da Região, disse no final ser esta “a forma de repor a justiça aos profissionais de saúde, neste caso aos técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica”.

“Este Governo Regional assumiu desde o início das suas funções [como prioridade] a regularização de carreiras e reposição remuneratória dos profissionais de saúde, e estamos a concretizá-lo”, referiu Clélio Meneses.

E prosseguiu: “Em cerca de meio ano, conseguimos concretizar acordos negociais e salariais, com os sindicatos e representantes dos trabalhadores, de milhões de euros, alguns deles que vinham de negociações de vários anos”.

O governante recordou terem já sido conseguidos acordos semelhantes com os enfermeiros e com os farmacêuticos e anunciou que o Governo dos Açores “vai agora partir para o mesmo processo negocial com as carreiras gerais, assistentes técnicos, técnicos operacionais, técnicos superiores e também para os médicos”.

“É com grande satisfação que estamos a concluir processos com esta importância, com esta relevância e com este tempo que exigiam uma solução imediata”, frisou ainda.

Vão beneficiar do acordo agora alcançado um total de 236 profissionais, que no total recebem, ao longo deste ano, cerca de 420 mil euros.

O restante valor será pago nos dois anos seguintes, sendo que o montante acordado resulta da reposição remuneratória na base de 1,5 pontos e do descongelamento da carreira.

GRA/RL Açores

Deixe uma resposta