Home / Açores / Governo dos Açores está a acompanhar danos causados pelo temporal na orla costeira de São Miguel
Governo dos Açores está a acompanhar danos causados pelo temporal na orla costeira de São Miguel

Governo dos Açores está a acompanhar danos causados pelo temporal na orla costeira de São Miguel

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia afirmou hoje que o Governo dos Açores está a fazer o “levantamento dos danos” causados na orla costeira de São Miguel pelo temporal que atingiu segunda feira a costa sul desta ilha.

Fausto Brito e Abreu falava na freguesia de São Roque, em Ponta Delgada, onde se registou durante esta noite uma derrocada provocada pela intempérie numa extensão de cerca de 10 metros, que afetou parte do adro da igreja.

“A Autoridade Marítima e a Proteção Civil já interditaram parte do adro da igreja”, afirmou, salientando que, para além da questão de segurança, a Igreja de São Roque é um património importante da ilha que deve ser preservado.

O Secretário Regional lembrou que, na sequência de uma visita realizada há alguns meses à orla costeira de São Roque, acompanhado pelo Presidente da Junta de Freguesia, solicitou ao Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC) um relatório sobre o tipo de intervenção a realizar naquele local.

Brito e Abreu sublinhou, no entanto, que “este tipo de temporal com orientação de sul não é muito comum em São Miguel e, como tal, a urgência de agir aqui não estava diagnosticada com este nível de prioridade”.

“Ainda temos mau tempo previsto para quinta e sexta-feira”, frisou, acrescentando que “quando acabar esta onda de mau tempo, o Governo dos Açores fará uma avaliação detalhada dos danos causados na orla costeira ao longo da costa sul e avançará com um plano de recuperação”.

Fausto Brito e Abreu salientou ainda que está a ser realizado um levantamento dos estragos causados pelo mau tempo nas infraestruturas portuárias da ilha, registando “com apreço” que não houve danos graves em embarcações de pesca, que foram atempadamente salvaguardadas.

“Houve um bom trabalho de preparação, levado a cabo pelas associações de pescadores, juntas de freguesia e municípios face ao alerta vermelho”, disse.

O Secretário Regional referiu que “há danos em portos de pesca ao longo da costa sul de São Miguel”, acrescentando que os pescadores sofreram perdas no que respeita a material de pesca que estava em casas de apresto que foram inundadas pelo mar, em particular no Porto de Pescas da Lagoa.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top