Governo dos Açores quer potenciar atividade turística através do Turismo de Saúde

O Secretário Regional da Saúde revelou hoje, em Ponta Delgada, que o Governo dos Açores pretende que a atividade do Turismo de Saúde seja “potenciadora não só da componente turística, mas também do desenvolvimento do Serviço Regional de Saúde”.

“Estão criadas todas as condições para que seja uma situação de ganho do ponto de vista turístico, assim como de desenvolvimento do Serviço Regional Saúde, quer na componente de inovação, quer na especialização dos profissionais e também na componente financeira”, afirmou Luís Cabral, que falava à margem de uma intervenção sobre Turismo de Saúde, a convite do Clube Rotário de Ponta Delgada.

Segundo Luís Cabral, o Turismo de Saúde “gera anualmente biliões de dólares de fluxos financeiros entre os EUA e alguns países como a China, a Índia e os países da América Central”.

“Uma vez que os Açores têm uma geolocalização bastante próxima dos EUA e mantêm uma proximidade do ponto de vista social e cultural com este país, não faz sentido não aproveitar e captar este mercado e trazê-lo para a Região”, afirmou o Secretário Regional, destacando as potencialidades do mercado da diáspora, que tem uma ligação afetiva muito grande com Açores e “poderá garantir o bom funcionamento do Serviço Regional de Saúde, não só para quem visita a Região, mas também para quem cá vive”.

Luís Cabral recordou que o Governo dos Açores tem feito um esforço no investimento em infraestruturas dos edifícios da saúde na Região, nomeadamente na construção e remodelação dos hospitais.

Nesse sentido, frisou que o Hospital de Ponta Delgada “está preparado para esta componente de Turismo de Saúde, restando apenas garantir que o funcionamento e o serviço desta unidade de saúde vá de encontro a esta realidade”.

“Os nossos profissionais estão bem preparados e têm uma boa capacidade de resposta dentro desta área”, salientou o Secretário Regional da Saúde, sublinhando que “esta componente do Turismo de Saúde irá trazer também um acréscimo no setor do turismo, contribuindo também para a sustentabilidade do setor”.

O Secretário Regional da Saúde referiu ainda que este sistema de Turismo de Saúde deverá ser desenhado paralelamente ao sistema público, “com financiamentos adicionais naquela área, garantindo assim que só há a componente de Turismo de Saúde se houver uma boa resposta na componente pública”.

“Com este financiamento adicional nesta componente de turismo serão beneficiados os Açorianos, assim como a Região, com o serviço de qualidade que é prestado”, afirmou Luís Cabral.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta