Ultimas
Home / Politica / Governo está a meter a mão no bolso das famílias e empresas açorianas, acusa o PSD
Governo está a meter a mão no bolso das famílias e empresas açorianas, acusa o PSD

Governo está a meter a mão no bolso das famílias e empresas açorianas, acusa o PSD

O PSD/Açores lamentou hoje que as famílias e as empresas dos Açores estejam “a passar por grandes dificuldades” enquanto o governo regional “queixa-se todos os dias da austeridade, mas vai ficar com muitos milhões de euros em impostos dos açorianos”.

Numa intervenção no plenário do parlamento regional, durante um debate agendado pelo PSD/Açores sobre a situação económica regional, o deputado social democrata açoriano João Bruto da Costa recordou que o executivo socialista açoriano “já podia ter baixado os impostos” mas não o fez “porque não quer”.

“Sempre que ouvirem um socialista a queixar-se da austeridade os açorianos podem ter a certeza: esse socialista ao mesmo tempo que se queixa está a meter as mãos nos bolsos das famílias e das empresas dos Açores”, disse.

João Bruto da Costa recordou, ainda, que desde que este governo socialista iniciou funções “a economia da nossa Região não parou de cair” e “as transformações estruturais de que ela necessita continuam por concretizar”. “Temos promessas e efabulações onde faltam resultados, criação de riqueza ou desenvolvimento social”, constatou.

“Com o governo socialista regional, nas nossas ilhas construímos portos novos para navios que agora não os podem utilizar; Nas nossas ilhas o governo socialista construiu navios novos para os portos novos, mas eles navegam por aí a prestar um serviço em quase tudo igual ao que era feito pelos velhinhos cruzeiros. Os açorianos não podem, por isso, continuar a ser enganados”, disse.

Os açorianos não podem aceitar um governo regional que se apresenta com investimentos estagnados nos últimos anos – casos do Casino em Ponta Delgada, das Termas das Furnas ou do Carapacho, entre outros – como sendo um exemplo da excelência da sua governação e uma prova de confiança no futuro.

De facto, disse o deputado do PSD/Açores, é hoje possível fazer um retrato tipo da governação socialista açoriana: “primeiro promete-se muito. Depois gasta-se também muito em obras mal feitas e que não funcionam. Por fim, gasta-se ainda mais dinheiro a resolver os problemas da incompetência socialista com as obras que construiu mal”.

“Ou seja, o PS chama investimento ao que constrói mal e depois chama também investimento ao que gasta para corrigir o que construiu mal”, acrescentou.

João Bruto da Costa recordou ainda que “o governo socialista que temos nos Açores queixa-se da austeridade mas nunca se queixou da irresponsabilidade de José Sócrates que levou Portugal à bancarrota”.

Para o PSD/Açores “a anemia do investimento, a estagnação da Economia e a crise social combatem-se com medidas concretas”.

“A anemia do investimento e a estagnação da economia combatem-se com a descida dos impostos para as famílias e com a descida dos impostos para as empresas. A estagnação da economia combate-se com o fim do regime planificado deste socialismo que nos governa, com a asfixia permanente dos empresários e com a tentativa permanente de controlo da sociedade”.

“É hoje claro para os açorianos que este governo regional é um triste caso de impreparação; de irresponsabilidade a que se soma muitas vezes a incompetência”.

“Os Açores podem ter de esperar até 2016 para mudar de governo, mas os açorianos não podem esperar mais por soluções para os seus problemas”, concluiu.

GI PSD Açores/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top