Governo Regional “atrasou-se” nas informações dos encaminhamentos com as novas tarifas aéreas, critica o PSD

O PSD/Açores considerou hoje que o Governo Regional se “atrasou, de forma incompreensível”, nas informações dadas aos açorianos “sobre os encaminhamentos interilhas resultantes das novas tarifas aéreas”, disse o deputado Jorge Macedo,

“É incompreensível que, só hoje, o governo Regional informe os açorianos e os operadores turísticos como se vai operacionalizar a obtenção do título de transporte gratuito, para o encaminhamento que lhes permitirá escolher a gateway para sair e entrar nos Açores”, criticou.

Para Jorge Macedo, o preço máximo de 120 euros no transporte aéreo interilhas, anunciado pelo Governo Regional, “fica longe da expetativa criada com o abaixamento das passagens para o exterior. Por mais 14 euros um açoriano vai a Lisboa ou ao Porto, ou seja a decisão do Governo Regional vai retirar competitividade ao turismo interno”, afirmou.

O deputado lembrou que, com a concorrência nas gateways liberalizadas, “serão libertados recursos financeiros do Estado para que, a partir de qualquer ilha, os açorianos não paguem mais de 134 euros por uma ida e volta a Lisboa ou Porto, depois do reembolso do subsídio ao bilhete. Mas, mais uma vez, o governo regional está atrasado nos esclarecimentos”, disse.

Jorge Macedo realçou que “finalmente, foi possível um modelo inteligente que promove a concorrência entre companhias aéreas e que terá como consequência a melhoria da nossa acessibilidade ao exterior e o incremento do turismo”.

“A redução do preço das passagens aéreas foi sempre uma das principais reivindicações dos açorianos e dos empresários do setor do turismo. Todos os açorianos estão de parabéns, já que em nenhuma outra área de negócio se verifica uma redução no preço do produto vendido assim, de mais de 50%”, concluiu o social-democrata.

GI PSD Açores/RL Açores

Deixe uma resposta