Home / Politica / Governo Regional defende mal os centros históricos e o património classificado, acusa o PSD
Governo Regional defende mal os centros históricos e o património classificado, acusa o PSD

Governo Regional defende mal os centros históricos e o património classificado, acusa o PSD

O PSD/Açores alertou ontem para a falta de concretização, nos planos e orçamentos dos sucessivos governos socialistas, “de medidas efetivas de apoio para requalificação urbana e proteção dos centros históricos”, assistindo-se mesmo “à criação de várias medidas de faz-de-conta, sem resultados práticos”, disse o deputado Luís Rendeiro.

O social-democrata interveio na discussão do novo regime jurídico de proteção e valorização do património cultural móvel e imóvel, legislação que considerou “uma evolução positiva em relação à anterior, mas ainda assim a merecer reparos no tocante às várias zonas classificadas da Região”.

Segundo Luís Rendeiro, “o governo regional não pode ter regras duras, que impõe aos seus cidadãos, e depois dar um mau exemplo, não cumprindo essas regras nas suas obras”.

O deputado do PSD/Açores exemplificou mesmo com “as autênticas barbáries que os governos socialistas têm levado a cabo, no que diz respeito a obras públicas em centros históricos, sendo o máximo expoente dessas más práticas a nova Biblioteca de Angra”, referiu.

Luís Rendeiro mostrou ainda reservas, face à passagem de competências, dos serviços de Cultura para os do Ambiente na proteção de exemplares arbóreos classificados, “dada a necessidade de se protegerem árvores que, não sendo classificadas, estão próximo de zonas classificadas. E lamentou o atentado levado a cabo pela câmara de Angra na zona envolvente do Relvão e no acesso à Fortaleza de São João Baptista. Uma intervenção que consideramos lamentável”, concluiu.

PSD Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top