Home / Politica / “Governo regional passou anos a ignorar o fim das quotas leiteiras”, acusa o PSD
“Governo regional passou anos a ignorar o fim das quotas leiteiras”, acusa o PSD

“Governo regional passou anos a ignorar o fim das quotas leiteiras”, acusa o PSD

O presidente do PSD/Açores, Duarte Freitas, lamentou este sábado, na Horta, que o governo regional socialista “tenha passado mais de dez anos a ignorar os alertas feitos, quer pelos sociais-democratas açorianos, quer pelos parceiros sociais, para a necessidade de adaptar a fileira do leite para o fim das quotas leiteiras” considerando que “o tempo perdido até agora fez com os Açores se encontrem à beira de uma problema gravíssimo na área da agricultura”.

Duarte Freitas, que falava na sessão de encerramento de uma convenção autárquica realizada pela comissão política de ilha do Faial do PSD/Açores, recordou que o Partido “passou quase dez anos a pregar no deserto e a tentar sensibilizar os políticos para a necessidade de preparar a Região para o fim das quotas”.

“Verifica-se agora que as indústrias estão a baixar o preço à produção”, constatou.

Para o presidente do PSD/Açores não existem dúvidas que “o governo regional socialista devia ter ouvido os alertas e devia ter preparado o sector para poder valorizar o leite da Região, que tem uma extraordinária qualidade”. “Se esses alertas tivessem sido escutados e se o governo regional tivesse feito o que lhe competia, o sector hoje estaria preparado para responder a esta nova realidade e os agricultores não estariam a passar pelos problemas que estão a viver”.

“O governo já devia ter garantido junto da fileira que a qualidade do extraordinário leite que produzimos fosse compensada, de forma a que os Açores pudessem ter produtos de valor acrescentado nos mercados de destino”, acrescentou.

O presidente do PSD/Açores recordou ainda os problemas sociais que estão a atingir a Região e que constituem uma das principais preocupações dos sociais-democratas açorianos.

“Os Açores estão a viver hoje a maior crise da história da autonomia. Verifica-se que cerca de 70 por cento dos agregados familiares a viverem como menos de 530 euros mensais e com uma das mais elevadas taxas de desemprego do país”, disse Duarte Freitas comprometendo-se “com um projeto de mudança de políticas para que esta situação possa ser alterada também”.

“Quando dois terços dos nossos alunos estão a necessitar de apoio da ação social escolar, é sinal de que algo vai muito mal na nossa região”, disse Duarte Freitas, considerando que a origem de todos estes problemas “não reside na falta de dinheiro, uma vez que ele tem existido, mas sim nas más opções políticas do governo regional socialista”.

GI PSD Açores/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top