Home / Economia / Governo regional tem de explicar ineficiência socialista no combate ao desemprego
Governo regional tem de explicar ineficiência socialista no combate ao desemprego

Governo regional tem de explicar ineficiência socialista no combate ao desemprego

O presidente do PSD/Açores lamentou hoje “que o governo regional continue a demonstrar falta de capacidade para lutar contra a grave situação que se vive na Região ao nível do desemprego, que atinge já mais de 21 mil açorianos”.

Duarte Freitas, que falava à comunicação social no final de uma reunião com a Câmara do Comércio e Indústria dos Açores, lamentou a “falta de estratégia” comprovada pelo facto do governo regional “estar mais preocupado em encontrar programas temporários que disfarcem os números do desemprego do que em encontrar soluções sustentáveis para a economia regional e para a criação de emprego”.

“Nos Açores existem mais de 21 mil açorianos à procura de trabalho o que se traduz na maior taxa de desemprego da Autonomia”, referiu Duarte Freitas, considerando que “o desenvolvimento de programas ocupacionais pode ser bom para disfarçar os problemas da Região mas não responde às verdadeiras necessidades dos açorianos”.

De facto, acrescentou, “cerca de um ano e meio depois de ter iniciado a implementação da agenda açoriana para o emprego e para a competitividade, e depois de ter anunciado que mais de 60 por cento das medidas tinham sido implementadas, o desemprego passou de 18 mil açorianos para 21 mil”.

Para Duarte Freitas, “isso significa que alguma coisa está a correr mal, nomeadamente a forma como o governo está a aplicar essas medidas uma vez que elas parecem não estar a dar resultados”.

O líder dos sociais-democratas açorianos pediu, por isso, ao governo regional “que deixe de andar a fazer propaganda com as dificuldades das pessoas”.

“O governo regional tem tido a argúcia suficiente para enganar os açorianos, fazendo com que muitos acreditem que a culpa da atual situação não é do governo de Sérgio Ávila e Vasco Cordeiro” considerou o líder dos sociais democratas açorianos recordando que “os Açores têm um orçamento regional de mais de mil milhões de euros. O governo regional tem de fazer mais com o muito dinheiro que tem ao seu dispor”.

O presidente do PSD/Açores recordou, ainda, que “ao contrário do que se passa em Lisboa, nos Açores o governo socialista não se pode queixar dos partidos da oposição, nomeadamente do PSD/Açores”.

“Ao contrário de Lisboa, onde os socialistas provocaram o problema e depois recusam contribuir com soluções na oposição, aqui o PSD/Açores tem apresentado diversas propostas destinadas a melhorar a vida dos açorianos”.

De facto, acrescentou, “seria útil que o governo regional além das explicações, partilhasse também com os açorianos e com os partidos da oposição o balanço das medidas relativas à agenda açoriana para o emprego e para a competitividade”.

“O governo regional passou o ano de 2013 a dizer que a agenda estava quase toda implementada. Agora, em 2014, com o aumento do desemprego, o governo regional chamou os parceiros sociais para fazer esse balanço, mas a verdade é que até ao momento ainda não quis partilhar as suas conclusões com ninguém, presume-se que por vergonha dos resultados que tem alcançado”.

Para Duarte Freitas, “o governo regional socialista está esgotado ao fim de 18 anos. Não tem ideias e deixou de ter propostas para os açorianos”.

PSD/Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top