Home / Politica / Governo Regional tem limitado acesso dos açorianos à Saúde
Governo Regional tem limitado acesso dos açorianos à Saúde

Governo Regional tem limitado acesso dos açorianos à Saúde

O PSD/Açores lamentou hoje que “o governo regional tenha perdido tempo precioso no combate às listas de espera cirúrgica quando já podia ter começado a trabalhar na altura em que o PSD/Açores apresentou uma boa proposta para resolver um problema que afecta mais de nove mil açorianos”.

O deputado social democrata açoriano Luís Maurício, que falava hoje no parlamento regional durante o debate do Plano e Orçamento, destacou por isso o anúncio do governo regional de que iria avançar com um programa de produção adicional nos hospitais para recuperar as listas de espera cirúrgica. “É uma pena que o governo regional não o tenha feito quando o PSD/Açores apresentou esta proposta em 2013, mas ainda bem que ele vai avançar porque vai permitir ajudar os açorianos que esperam por uma intervenção cirúrgica”.

Luís Maurício recordou que atualmente “milhares de açorianos esperam três ou quatro anos por uma intervenção cirúrgica” e que “a estratégia do governo regional tem sido desenvolver medidas destinadas a disfarçar essa realidade e não a resolver os problemas das pessoas”.

Para os sociais democratas açorianos, “é necessário concretizar uma estratégia de racionalização dos recursos existentes na região para responder às listas de espera, e não ficar à espera, como faz o governo regional, que se registe uma migração planetária de médicos que não existem em lado nenhum.

O deputado social democrata açoriano criticou ainda a decisão do governo regional “de proceder a um corte nos reembolsos, dificultando o acesso à Saúde aos açorianos”.

“Por exemplo, mais de cinquenta por cento da população de Angra do Heroísmo e mais de sessenta por cento da população da Ribeira Grande não tem médico de família o que quer dizer que todas estas pessoas estão agora a pagar e a ter mais despesas sempre que precisam de tratar um problema clínico”, lembrou Luís Maurício.

“Os doentes não são números, não são estatísticas, não são uma folha de cálculo, e nem podem ser armas de arremesso político”, concluiu o deputado do PSD/Açores.

 PSD Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top