Home / Politica / Governo socialista “deixou ilhas mais pequenas para trás”, afirma Duarte Freitas
Governo socialista “deixou ilhas mais pequenas para trás”, afirma Duarte Freitas

Governo socialista “deixou ilhas mais pequenas para trás”, afirma Duarte Freitas

O candidato do PSD/Açores a presidente do governo afirmou quinta-feira que a governação socialista “deixou as ilhas mais pequenas para trás”, dando como exemplo os “cortes cegos” na Saúde que prejudicaram as ilhas que não têm hospital.

“A qualidade de vida da população da Graciosa e das restantes ilhas que não têm hospital foi seriamente prejudicada pelos cortes do governo regional do PS no setor da saúde. Este foi o governo que deixou as ilhas mais pequenas para trás”, afirmou Duarte Freitas, na apresentação dos candidatos do partido pela ilha Graciosa às eleições de 16 de outubro.
O líder dos social-democratas açorianos salientou que “o difícil acesso dos graciosenses aos cuidados de saúde é fruto de uma governação cansada, gasta, que se arrasta após 20 anos de poder”.
“E se o acesso dos graciosenses à Saúde já era difícil, nos últimos quatro anos tudo piorou. Graças a este governo socialista, a ilha Graciosa perdeu o acesso a médicos especialistas, tudo ficou mais caro e mais distante”, disse.
Duarte Freitas deu como exemplo a decisão do governo socialista de cancelar os incentivos à deslocação de médicos especialistas aos centros de saúde das ilhas mais pequenas.
“Foi precisamente nas ilhas que têm vindo a perder população, como a Graciosa, que o governo do PS retirou aos pais a possibilidade dos seus filhos serem vistos por pediatras do Serviço Regional de Saúde. Em ilhas como a Graciosa, Santa Maria e Flores não há uma consulta de pediatria há mais de dois anos”, recordou.
Para o candidato do PSD/Açores a presidente do governo, “é altura de acabar com estes critérios economicistas que provocaram o maior ataque ao Serviço Regional de Saúde em 40 anos de Autonomia”.
“Comigo presidente do governo, a deslocação de especialistas às ilhas sem hospital será reposta, evitando assim a deslocação dos doentes da sua ilha de residência. Com o PSD/Açores, a Saúde dos graciosenses voltará a ser uma prioridade da ação governativa”, garantiu.
O líder dos social-democratas açorianos referiu que a governação do PS “abandonou um dos principais pilares da Autonomia, que é a coesão territorial das nossas ilhas”, o que faz com que a economia de ilhas como a Graciosa “não seja capaz de criar emprego para os seus jovens, que se sentem obrigados a abandonar a sua ilha”.
“Um governo liderado por mim nunca desperdiçaria o dinheiro e o tempo que o governo do PS desperdiçou nas Termas do Carapacho. Gastaram-se milhões de euros e as Termas não funcionam. Perderam-se oportunidades de emprego para os jovens graciosenses”, frisou.
Duarte Freitas acrescentou que “está nas mãos dos graciosenses mudar de rumo” e assegurou que o PSD/Açores “tem uma alternativa de governação para os Açores”.
“Os graciosenses podem ajudar a alterar este estado de coisas. É possível fazer melhor, com pessoas competentes, com uma classe política renovada, com uma energia para construir o salto qualitativo que a Graciosa e os Açores merecem”, concluiu.
Já o cabeça de lista do PSD/Açores pela Graciosa, João Bruto da Costa, destacou a “grande renovação” feita ao nível do grupo que lidera, referindo que a ilha precisa “de sangue novo, de gente com ambição e que quer pôr a juventude ao serviço da sua terra”.
O candidato criticou o “preconceito” do governo socialista em relação à Graciosa no que toca “ao modelo de transportes criado pelo PS, que impede os nossos empresários de alcançar o mercado do Grupo Central”.
Para João Bruto da Costa, “há um preconceito muito grande, e nos transportes marítimos isso é por demais visível, como se prova pelos horários e falta de ligações que, ano após ano, prejudica a nossa ilha”.
“O governo regional do PS ofende os graciosenses em várias áreas, deixando a ilha quase ao abandono. Há quatro anos, os graciosenses responderam nas urnas, será com eles que vamos construir a mudança de que a Graciosa e os Açores precisam”, afirmou.
GI PSD/Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top