DestaqueLocal

Grupo Etnográfico da Beira lamenta falta de apoios por parte da autarquia

A presidente do Grupo Etnográfico da Beira, Paula Sequeira, afirmou que o Grupo não recebe qualquer subsídio por parte da autarquia, recordando que no passado esta atribuição de verbas era completamente descontrolada e que hoje em dia não se recebe nada.

Em entrevista recente à RL Açores, Paula Sequeira afirmou mesmo que atualmente não é dada qualquer verba à parte da cultura e do desporto, recordando que “há alguns anos atrás o dinheiro era dado ao desbarato quer os grupos estivessem em atividade ou não e agora houve uma redução de cem para zero”.

A presidente do Grupo Etnográfico referiu que é sempre muito complicado arranjar dinheiro para a subsistência do grupo e que a Câmara Municipal até 2013 só apoiava o grupo nas viagens para fora da ilha.

“É preciso andar a pedir dinheiro como se estivéssemos a pedir esmola, quando nós fazemos o nosso orçamento, quando nós fazemos projeto no início do ano com as nossas atividades e apresentamos à autarquia e mesmo com essas atividades e com tudo especificado a resposta tem sido zero”, referiu Paula Sequeira, dizendo ainda que “só quando saímos da terra é que nós fazemos um projeto, entregamos à autarquia e até 2013 inclusive temos recebido um tanto para as nossas idas a fora da ilha.”

A presidente do Grupo Etnográfica da Beira acrescentou ainda que para este ano o grupo ainda não tem nenhuma saída da ilha definida, dizendo, no entanto, que já receberam vários convites, tanto para festivais na região e no continente como para o estrangeiro.

Liliana Andrade/RL Açores

Comment here