Há mais de uma década que se trabalha em rede na Região, afirma Andreia Cardoso 

A Secretária Regional da Solidariedade Social afirmou esta terça-feira, na Horta, que não prescinde de “continuar a inovar” na adaptação às especificidades dos Açores, lembrando que “há mais de uma década que se trabalha em rede na Região”.

“Dezoito anos de oposição trouxeram-nos uma proposta requentada”, salientou Andreia Cardoso, numa intervenção na Assembleia Legislativa, alertando para o facto de o articulado da proposta em discussão, além de desajustada da realidade regional, fazer referência a organismos extintos desde 2011.

A Secretária Regional, que falava durante o debate de um projeto de decreto legislativo regional para a implementação de uma rede social na Região, recordou que, em 2012, o Governo dos Açores apresentou uma modalidade de polos de desenvolvimento e coesão social que foi aprovada na Assembleia Legislativa e contempla, de facto, “uma rede no território ajustada à realidade regional”.

“Na última década, foram incorporados alguns dos princípios e objetivos que constam da proposta apresentada, o trabalho em rede não foi descoberto em 2015, já há mais de uma década que se trabalha em rede, há mais de uma década que foram estabelecidas plataformas descentralizadas a nível local, há mais de uma década que o trabalho em parceria com vista a melhorar a racionalização dos recursos e equipamentos sociais existe e funciona nos Açores”, frisou Andreia Cardoso.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta