Ultimas
Home / Açores / Há um consenso entre Governo e parceiros sociais na análise positiva aos indicadores económicos dos Açores, afirma Sérgio Ávila
Há um consenso entre Governo e parceiros sociais na análise positiva aos indicadores económicos dos Açores, afirma Sérgio Ávila

Há um consenso entre Governo e parceiros sociais na análise positiva aos indicadores económicos dos Açores, afirma Sérgio Ávila

O Vice-Presidente do Governo dos Açores afirmou esta quarta-feira que “há um consenso” entre o executivo regional e os parceiros sociais sobre a análise que fazem dos mais recentes indicadores da atividade económica e do desemprego na região.

Sérgio Ávila falava à saída de uma reunião do Conselho Regional de Concertação Estratégica, que integra membros do Governo e representantes dos parceiros sociais da região, reunião solicitada pelo Executivo “para uma avaliação e um balanço da execução da Agenda Açoriana para a Criação de Emprego e Competitividade Empresarial e também para abordar os indicadores económicos e sociais que têm registado nos últimos tempos uma evolução bastante positiva.”

Segundo revelou, “há um consenso entre Governo e parceiros sociais sobre uma evolução positiva dos indicadores de atividade económica da região, uma evolução muito positiva dos indicadores de emprego e de redução da taxa de desemprego, mas também um conjunto de desafios que se mantém e que é muito importante vencermos no futuro.”

Sérgio Ávila precisou que esses desafios estão relacionados, por exemplo, com “o efeito da variação dos preços dos produtos lácteos nos mercados internacionais e a sua consequência no rendimento de um sector fundamental para a atividade económica da região.”

Outro desafio a vencer tem que ver, segundo disse, “com o ajustamento dos transportes, quer aéreos, quer marítimos, em função desta nova realidade que tem surgido nos últimos tempos.”

Sobre a avaliação feita, especificamente, à execução da Agenda Açoriana para a Criação de Emprego e Competitividade Empresarial, Sérgio Ávila afirmou que os resultados falam por si.

“Fomos a região do país com maior crescimento de emprego face ao período homólogo, a região do país onde maior foi a redução do desemprego e maior foi o crescimento do emprego”, revelou o Vice-Presidente do Governo, acrescentando que “no mês de junho os Açores voltaram a registar uma redução dos inscritos nos centros de emprego”, o que representa “o valor mais baixo dos últimos 30 meses.”

Recusando “satisfação global” e muito menos “euforia” com esses indicadores, Sérgio Ávila sublinhou que o Governo dos Açores os encara apenas como sinal de “uma estratégia que está a dar resultado”, com a Agenda Açoriana para a Criação de Emprego e Competitividade Empresarial, apontando a criação de 2.984 postos de trabalho diretos e o aumento, superior a 5.500, do número de açorianos empregados no último ano.

O governante frisou também que, apesar dos resultados positivos, “há ainda um longo percurso pela frente, para reduzir ainda mais a taxa de desemprego, o que é fundamental para haver um incremento da atividade económica que gere mais emprego e maior sustentabilidade na nossa economia.”

O Vice-Presidente concluiu reiterando a ideia de consenso, no seio do Concelho Regional de Concertação Estratégica, à volta dos indicadores económicos, e sublinhando ter ficado também a “perspetiva de que os mesmos vão continuar a evoluir de forma positiva” e que há que ter particular atenção à questão do “rendimento do setor sector dos lacticínios e dos necessários ajustamentos no âmbito do sector dos transportes.”

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top