Home / Desporto / “I Trail Run Rosais” levou amantes de caminhada e trail a percorrer 18 e 32km, respetivamente, na freguesia dos Rosais (c/áudio)
“I Trail Run Rosais” levou amantes de caminhada e trail a percorrer 18 e 32km, respetivamente, na freguesia dos Rosais (c/áudio)

“I Trail Run Rosais” levou amantes de caminhada e trail a percorrer 18 e 32km, respetivamente, na freguesia dos Rosais (c/áudio)

Decorreu no sábado, dia 17 de março, a 1ª edição do evento “I Trail Run Rosais”, um evento de caminhada e trail, organizado pela 3ª secção (Pioneiros) do Agrupamento 975 de Rosais.

O evento contou com mais de 20 participantes que começaram a manhã bem cedo junto à sede deste agrupamento de Escuteiros, no centro da Freguesia dos Rosais, respeitando um minuto de silêncio em homenagem a Luís Gambão, amante da modalidade e que faleceu enquanto participava numa prova de trail em Santa Maria.

Pouco depois estava dada a partida tanto para a caminhada de 18 km como para o Trail de 32km.

Na caminhada o percurso de 18 km envolvia a passagem por pontos característicos da freguesia, com os participantes a passarem pelas Sete Fontes, pelo Farol e ainda pela Ponta dos Rosais.

O primeiro a chegar à meta em Masculinos foi Pedro Silva que completou a prova em cerca de 2horas e 13minutos. Já em Femininos foi Kelly Gomes a primeira mulher a terminar, completando o percurso em sensivelmente 2horas e 42 minutos.

Já o Trail que envolvia um percurso maior e com um grau de dificuldade também superior teve como vencedor masculino Tiago Blayer que completou a prova em menos de 4horas.

Já Carina Luz, que terminou a prova em pouco mais de 4 horas, foi a primeira mulher a chegar à meta.

Ambos os atletas que também estiveram em Santa Maria no Columbus Trail, mostraram-se emocionados em participar nesta prova que para eles foi repleta de significado depois da perda de um atleta natural de São Jorge.

Na prova de trail os atletas tinham de descer e subir o trilho da Fajã de João Dias, passando por outros pontos característicos como o Parque das Sete Fontes, o Farol dos Rosais e também pela Ponta da Freguesia, mas sempre por trilhos e canadas de terra batida.

João Paulo Silva, chefe do Agrupamento e responsável pela organização, estava satisfeito no final do dia de prova e falou à RL Açores sobre a escolha dos percursos que foi da sua responsabilidade, frisando ainda o potencial da ilha para esta modalidade do trail run.

Por seu turno, Natália Cunha, chefe também da 3ªsecção, responsável pela organização do evento, explicou como surgiu a ideia de avançar com esta prova.

O Chefe de Agrupamento e de secção, João Paulo Silva, não descarta a hipótese de o agrupamento voltar a organizar o evento para o próximo ano, mas diz que há alterações a fazer e aspetos a melhorar a vários níveis.

Liliana Andrade/RL Açores

Fotografia: ©Fernando Silveira

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top