Início da operação aérea de baixo custo para a Terceira concretiza compromisso assumido, afirma Sérgio Ávila

O Vice-Presidente do Governo dos Açores afirmou na sexta-feira, nas Lajes, que o início da operação aérea de baixo custo para a Terceira representa o “cumprimento de um compromisso” assumido a 30 de abril deste ano pelos governos dos Açores e da República.

“No passado, houve muitas pessoas que falaram sobre o assunto, criaram algumas expetativas que se vieram a revelar que não correspondiam à realidade e, efetivamente, o atual Governo da República cumpriu o compromisso que assumiu com os Açorianos e com os Terceirenses, nomeadamente o Primeiro-Ministro”, frisou Sérgio Ávila.

O Vice-Presidente, em declarações à margem da cerimónia que assinalou o voo inaugural da Ryanair para a Terceira, em que também participou o Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, salientou que o início desta operação representa o culminar de “um trabalho árduo, um trabalho intenso”, ainda que ”silencioso”.

“Hoje inicia-se, sem dúvida, uma nova etapa no desenvolvimento económico dos Açores e, particularmente, da ilha Terceira e uma nova etapa no desenvolvimento do turismo”, sublinhou Sérgio Ávila.

“Esta oportunidade que agora se abre e cujo sucesso está à vista de todos irá, com certeza, despoletar investimento acrescido em novas unidades hoteleiras, uma qualificação dos serviços e um reforço claro das empresas de animação turística, das empresas da área da restauração”, acrescentou.

Sérgio Ávila salientou que o turismo, este ano, na ilha Terceira “já cresceu acima dos 100 por cento nos primeiros meses, também devido ao início das ligações aéreas diretas aos Estados Unidos, Espanha e Alemanha em determinada época do ano”, manifestando confiança na capacidade das empresas face ao aumento da procura.

“Naturalmente [o crescimento] vai ser potenciado com esta nova operação”, afirmou, revelando a convicção de que vão surgir novas empresas.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta