Home / Destaque / Inquérito à morte do homem colhido por um touro em S.Jorge já está concluído: Ana Espínola lamenta que o resultado ainda não seja público (c/áudio)
Inquérito à morte do homem colhido por um touro em S.Jorge já está concluído: Ana Espínola lamenta que o resultado ainda não seja público (c/áudio)

Inquérito à morte do homem colhido por um touro em S.Jorge já está concluído: Ana Espínola lamenta que o resultado ainda não seja público (c/áudio)

Já está concluído o inquérito instaurado na sequência da morte de um homem em São Jorge em Junho de 2014 que foi colhido por um touro, não tendo sido possível a sua evacuação pela Força Aérea. No entanto, ainda não é conhecido o resultado desse mesmo inquérito, facto que a deputada do CDS-PP eleita por São Jorge, Ana Espínola, lamenta.

“O CDS-PP lamenta profundamente todo este tempo que tem decorrido desde a abertura do inquérito e a não apresentação de qualquer conclusão”, afirmou a parlamentar.

Ana Espínola referiu que já se passaram mais de seis meses e que “o senhor Secretário já afirmou em comissão que o inquérito está concluído, que já foi entregue ao Senhor Presidente do Governo Regional”, no entanto, “o teor desse documento ainda não é do conhecimento dos deputados e deputadas da Assembleia Legislativa Regional”.

Ainda esta semana o Secretário Regional da Saúde admitiu que se verificam alguns constrangimentos nas evacuações médicas realizadas pela Força Aérea, muito em parte devido à falta recursos humanos.

De acordo com Ana Espínola já foi feito também um alerta por parte do Grupo Parlamentar do CDS-PP ao Governo da República “para que disponibilizasse os meios humanos necessários” para que não se verificassem os tais constrangimentos nas evacuações médicas.

O Secretário Regional da Saúde salientou esta semana no âmbito da Comissão de Política Geral que “o Governo Regional tem feito os devidos alertas, acrescentando que a Força Aérea tem “reconhecido limitações”, existindo uma “promessa” de colocação de mais pilotos na Base Aérea n.º 4, nas Lajes.

Segundo Luís Cabral, está a ser feita formação de pilotos e comandantes, mas a sua colocação nos Açores depende do Ministério da Defesa Nacional.

Liliana Andrade/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top