Home / Cultura / Iuventute Virtutis leva espetáculo “Conheço-te, mas nunca te vi!” à Temporada Artística 2016 já este fim-de-semana, em S.Miguel
Iuventute Virtutis leva espetáculo “Conheço-te, mas nunca te vi!” à Temporada  Artística 2016 já este fim-de-semana, em S.Miguel

Iuventute Virtutis leva espetáculo “Conheço-te, mas nunca te vi!” à Temporada Artística 2016 já este fim-de-semana, em S.Miguel

O Governo dos Açores, através da Secretaria Regional da Educação e Cultura, promove, nos dias 3, 4 e 5 de junho, a realização de cinco espetáculos no âmbito do fim-de-semana temático dedicado ao teatro, integrado na Temporada Artística 2016.

O Teatro Faialense acolhe sexta-feira, 3 de junho, pelas 21h30, a peça “A Entrada do Rei”, de Jacinto Cordeiro, pela Companhia Este – Estação Teatral.

O mesmo espetáculo será apresentado no dia seguinte, sábado, no Auditório de Santa Cruz da Graciosa, também às 21h30.

Esta peça, estreada em agosto de 2014 no Festival Clássico de Alcântara, em Espanha, transporta-nos até ao reinado de Filipe III, II de Portugal, que, em 1619, viaja até Lisboa.

Este facto histórico serve de mote ao enredo, onde a entrada do Rei na capital é subitamente abalada por uma surpreendente história de capa e espada.

Ainda no sábado, 4 de junho, pelas 21h30, será apresentado no Teatro Ribeiragrandense, na Ribeira Grande, o espetáculo “Conheço-te, mas nunca te vi!”, pela Companhia Iuventute Virtutis, de São Jorge.

Este espetáculo é composto por duas peças de teatro contemporâneo, que têm em comum o tema da relação entre dois seres humanos aparentemente desconhecidos.

Na primeira parte, é apresentada “Esta propriedade está condenada”, de Tennessee Williams, em que dois adolescentes se encontram sobre uma linha de comboio por mero acaso e falam sobre o passado recente de um deles, enquanto a segunda parte será preenchida com “O bom das flores é que murcham depressa”, de José Sinisterra, em que duas personagens, adultas, se encontram no mesmo local, refletindo sobre os diferentes rumos que as suas vidas tomaram.

A companhia Teatro Estúdio Fonte Nova apresenta sábado, pelas 21h30, e domingo, às 16h00, na sede do Alpendre – Grupo de Teatro, em Angra do Heroísmo, a peça “O Homúnculo”, de Natália Correia.

O texto desta tragédia, considerada jocosa, foi apreendido pela PIDE logo após ter sido publicado e, salvo uma experiência quase clandestina, no início dos anos setenta, nunca foi representado em teatro profissional.

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço eletrónico www.culturacores.azores.gov.pt.

GaCS/RL Açores

Imagem: ©Jorge Góis

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top