João Ponte assegura continuação do investimento na modernização das infraestruturas agrícolas

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou esta terça-feira que avançam em 2018 as obras de remodelação do caminho agrícola do Fundo e o projeto do caminho agrícola do Facho, em Santa Maria, dando continuidade à determinação do Governo dos Açores em melhorar as infraestruturas ao serviço da agricultura, mas que também servem a população e os visitantes.

“Vamos avançar, no próximo ano, com a remodelação do Caminho Fundo, orçada em 300 mil euros, que tem vocação agrícola, mas também é uma importante ligação para desviar tráfego pesado do centro de Vila do Porto” afirmou João Ponte na inauguração do caminho rural de Santana/Anjos, no último dia da visita estatutária a Santa Maria.

O titular da pasta da Agricultura adiantou que, também no próximo ano, será iniciado o projeto para remodelação do caminho do Facho que, além da vocação agrícola, tem outra de âmbito turístico e dá acesso a uma zona industrial.

João Ponte salientou que este tipo de investimento público visa dar melhores condições de trabalho aos agricultores, mas também permite servir, cada vez melhor, toda a população e os turistas que visitam a ilha de Santa Maria.

O caminho rural Santana/Anjos, inaugurado esta terça-feira, com uma extensão de 1.530 metros, envolveu um investimento de cerca de 372 mil euros e vai beneficiar o acesso a 15 explorações agrícolas, numa área agrícola de 128 hectares.

Esta obra insere-se na política do Governo dos Açores de modernização de infraestruturas, tendo em vista acompanhar os investimentos de modernização das explorações realizados pelos agricultores, a redução de custos para as explorações agrícolas, mas também contribuir para a competitividade da produção regional e para a melhoria das condições trabalho no setor agrícola.

João Ponte assegurou que o Governo Regional vai continuar a alocar verbas para investir na área das infraestruturas no setor agrícola, à semelhança do que tem vindo a ser feito por todas as ilhas dos Açores.

Ao nível do abastecimento de água às explorações agrícolas, o Secretário Regional reconheceu que há necessidade e vontade expressa do Executivo em continuar a efetuar investimentos, no sentido de “termos mais e maior quantidade água, bem como capacidade de reserva”.

No próximo ano está previsto que o Instituto Regional do Ordenamento Agrário (IROA) avance com investimentos para a ampliação da rede de água que serve as explorações agrícolas, melhorando, assim, as condições de trabalho e a rentabilidade dos agricultores.

Segundo disse João Ponte, os investimentos serão feitos em função das disponibilidades orçamentais, tendo sempre presente que a água é um bem essencial para a vida humana e também para o setor agrícola.

 

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta