Home / Destaque / Jornadas Parlamentares do PSD Açores em São Jorge incidem sobre preocupações dos principais setores da ilha
Jornadas Parlamentares do PSD Açores em São Jorge incidem sobre preocupações dos principais setores da ilha

Jornadas Parlamentares do PSD Açores em São Jorge incidem sobre preocupações dos principais setores da ilha

O grupo Parlamentar do PSD Açores iniciou esta terça-feira Jornadas Parlamentares em São Jorge com uma visita dos social-democratas à unidade de saúde de ilha, onde Duarte Freitas manifestou que estão em São Jorge “para averiguar e aprofundar questões que são muito preocupantes para os jorgenses”, nomeadamente as problemáticas na área da saúde, do sector cooperativo e da formação profissional.

Em declarações aos jornalistas após reunião com a administração da unidade de saúde de ilha, Duarte Freitas referiu também que “o grupo parlamentar do PSD Açores está na ilha São Jorge para um contacto próximo com as populações”.

Questionado sobre a decisão do Governo Regional em implementar o sistema point-of-care entre a meia-noite e as 8horas da manhã na unidade de saúde de São Jorge, o líder social-democrata açoriano afirmou que não ter mais nada a acrescentar e que a posição do PSD se mantinha, dizendo ser necessário pelo menos um laboratório de análises a funcionar 24horas por dia em todas as ilhas do arquipélago.

Neste primeiro dia de jornadas o grupo parlamentar do PSD teve também oportunidade de estabelecer contactos com a direção da Uniqueijo e da Escola Profissional da ilha de São Jorge, bem como fazer uma visita a ambas.

Quanto à reunião com a direção da Uniqueijo, Duarte Freitas afirmou que puderam confirmar nesse encontro que a situação vivida pelo setor cooperativo jorgense “pode ter consequências graves para os produtores”, sendo “um setor fundamental face àquilo que representa para a sociedade e economia desta ilha”, uma vez que o queijo de São Jorge “é também uma mais-valia para os Açores e para Portugal”.

“Não podemos deixar de olhar com toda a preocupação mas também com todos os nossos esforços no sentido de tentar resolver os problemas financeiros do setor cooperativo, atendendo a que em termos económicos a médio e longo prazo este é um produto com valor, com qualidade e com mercado”, frisou o deputado social-democrata.

Duarte Feitas salientou a necessidade de resolver estes problemas financeiros a curto prazo “de maneira a que os produtores de leite não se sintam desincentivados e continuem a produzir o leite que faz o magnífico produto que é o queijo de São Jorge”.

No que diz respeito ao ensino profissional, o social-democrata salientou que as dificuldades estão presentes em todas as escolas profissionais da região “face à diminuição de cursos que têm sido autorizados por parte do Governo”, o que faz com que “estas escolas que tenham já alguns quadros com alguma perenidade vivam dificuldades acrescidas face ao não financiamento de novos cursos”.

No caso específico da Escola Profissional de São Jorge existe uma dificuldade acrescida que “tem a ver com o contencioso que existe ainda relativamente à construção, com os elevados custos que existem de manutenção, atendendo também a algumas deficiências de construção que pudemos constatar na visita”, referiu Duarte Freitas.

O líder social-democrata açoriano concluiu dizendo que todas estas situações referentes à Escola Profissional “põem em causa aquilo que tem sido uma mais-valia também para as Velas e para São Jorge que é o ensino profissional, não só por aquilo em que qualifica os jovens mas, neste caso, também por trazer para aqui jovens de outras ilhas que também vieram trazer uma mundividência ao concelho e à ilha”.

Liliana Andrade/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top