Açores

Jovens Açorianos devem exercer ativamente a cidadania europeia, afirma Rui Bettencourt


O Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas desafiou hoje, em Ponta Delgada, os jovens Açorianos a exercerem ativamente a sua cidadania europeia e participarem de forma proativa no projeto europeu.

Rui Bettencourt, que falava numa palestra sobre ‘Integração e Cidadania Europeias’, dirigida a alunos da Escola Profissional INETESE, salientou as especificidades dos Açores enquanto Região Ultraperiférica da UE e a sua localização no meio do Atlântico, frisando que “a grande questão é coletivamente sabermos para onde é que queremos e desejamos ir, porque a Europa está ai”.

Nesse sentido, na sua intervenção, sublinhou a importância dos Açorianos terem “consciência” da sua força.

“Neste mundo um bocado confuso e um bocado perigoso, com muitas dúvidas em relação ao futuro, aquele que sabe para onde vai tem uma grande vantagem em relação a todos os outros”, frisou Rui Bettencourt, desafiando os jovens a fazerem parte de todo este processo porque os “Açores são Europa e têm um enorme potencial”.

O Secretário Regional, referindo-se ao espírito humanista e social que, desde o fim da II Guerra Mundial, norteou os fundadores da União Europeia, como Schuman, Monnet ou Delors, sublinhou a “impressionante pertinência atual” do discurso de Churchill em Zurique, em 1946, salientando que, “se a Europa tivesse alguma vez ficado unida na partilha do seu património comum, não haveria limite à felicidade, à prosperidade e à glória dos seus habitantes“.

“Há que regressar e ter em conta aqueles valores que fundaram o espírito europeu”, defendeu, acrescentando que “a cidadania europeia tem a ver com direitos e deveres de participar e agir em função da consciência cívica”.

Rui Bettencourt frisou que “a ação pública é fundamental e a ação pública partilhada é melhor ainda”, pelo que os jovens devem fazer parte desta caminhada, onde “devemos estar unidos”.

No período de debate que se seguiu, os jovens estudantes colocaram questões da atualidade ao Secretário Regional, desde o trabalho que desenvolve como governante ao contributo dos Açores para a União Europeia e o futuro da Europa, passando também por temas como o espaço aberto europeu, a segurança, o terrorismo, os refugiados e as migrações.

GaCS/RL Açores

Comment here