Luís Cabral anuncia mais 7.600 Açorianos com médico de família devido à contratação de quatro especialistas 

O Secretário Regional da Saúde anunciou hoje, em Angra do Heroísmo, a contratação “muito em breve” de quatro especialistas em Medicina Geral e Familiar pelo Serviço Regional de Saúde, o que permitirá que mais “7.600 utentes passem a ter médico de família”.

Luís Cabral, que falava na abertura das XV Jornadas de Medicina Geral e Familiar dos Açores, frisou que esta medida, que resulta de “um esforço político no sentido de que todos tenham médico de família”, visa “melhorar a acessibilidade ao sistema de saúde de 7.600 Açorianos, aproveitando quatro recém-especialistas formados na Região e fazendo-os ingressar nos quadros das unidades de saúde”.

Além das vagas para os internos que terminam agora a sua formação, o Secretário Regional salientou que vão também abrir na Unidade de Saúde de Ilha de S. Miguel, “cinco vagas para assistente de Medicina Geral e Familiar, pelo que será possível garantir um médico de família a mais 9.500 utentes de S. Miguel, reduzindo assim significativamente o número de utentes sem médico”.

“Esta é mais uma medida que visa melhorar o Serviço Regional de Saúde e que marca o início de uma solução que irá contribuir para disponibilizar um acompanhamento em Medicina Geral e Familiar a todos os Açorianos”, afirmou.

Na sua intervenção, Luís Cabral destacou os “incentivos de fixação superiores aos agora anunciados pelo Governo da República” e as “oportunidades e apoios que são facultados aos internos e especialistas que optam pelas unidades de saúde dos Açores”, frisando que a falta de médicos na Região “não é culpa do Governo dos Açores como tem sido criticado com regularidade”.

O responsável pela pasta da Saúde revelou ainda que, em 2015, já foram realizadas “cerca de 300 mil consultas nas unidades de saúde dos Açores, o que mostra claramente que estamos a melhorar e a disponibilizar cada vez mais médicos de família aos utentes”.

Numa referência a algumas das medidas que a Secretaria Regional da Saúde tem implementado na para melhorar o serviço prestado aos utentes, Luís Cabral realçou também como “contributo para a universalidade do sistema de saúde” o facto de “as ilhas mais pequenas do arquipélago terem os seus serviços abertos 24 horas por dia”, dando assim “resposta às situações de urgências agudas e apoio aos internamentos”.

“Acreditamos que com iniciativas como esta, com a perspetiva da vinda de novos médicos e com a conclusão do internato dos vários internos em formação, se consiga finalmente garantir os cuidados de proximidade que a especialidade de Medicina Geral e Familiar permite”, frisou o Secretário Regional.

GaCS/RL Açores

Deixe uma resposta