Home / Açores / Luís Neto Viveiros enaltece importância das parcerias para a concretização da Carreira de Tiro para formação de Guardas Florestais

Luís Neto Viveiros enaltece importância das parcerias para a concretização da Carreira de Tiro para formação de Guardas Florestais

O Secretário Regional da Agricultura e Ambiente destacou hoje, na inauguração da primeira Carreira de Tiro construída pela Região para formação contínua de Guardas Florestais por instrutores da PSP, as vantagens das instituições estabelecerem parcerias e aproveitar sinergias.

Para Luís Neto Viveiros, a parceria entre o Governo dos Açores e a Polícia de Segurança Pública “demonstra o empenho das duas entidades na formação dos seus efetivos e é a confirmação de que, juntando sinergias, conseguimos atingir objetivos que, de outra forma, nos estariam vedados ou seriam difíceis de alcançar”.

O Secretário Regional frisou que a cerimónia de hoje significa o “início de um trabalho em parceria com as restantes forças policiais”, em particular com a PSP, salientando que a Carreira de Tiro, construída no Parque Florestal de Santa Luzia, vai também servir os elementos da Polícia de Segurança Pública, da Guarda Nacional Republicana e da Polícia Marítima, em particular das ilhas dos grupos Central e Ocidental.

Nesse sentido, esta primeira carreira de tiro pública regional que será certificada possui as condições ideais de formação e segurança exigidas pela PSP, para a sua “boa preparação” e desempenho de funções em prol das populações.

Aos guardas florestais compete, genericamente, zelar pelo património florestal regional, fazendo cumprir a legislação através do controlo e da fiscalização de todos os processos de corte e arborização de novas áreas, de rearborização de áreas exploradas e de transformação de culturas.

Efetuam e orientam ainda os trabalhos de campo, como em viveiros florestais e na instalação e tratamento de povoamentos florestais, além de procederem a trabalhos de construção e de conservação em caminhos e outras infraestruturas florestais.

Por outro lado, compete-lhes fiscalizar o cumprimento da legislação relativa às atividades da caça e da pesca nas águas interiores, de modo a garantir a preservação das espécies da fauna cinegética e piscícola regional.

Após esta inauguração, que incluiu uma demonstração de tiro, decorreu uma visita às Viveiros do Serviço Florestal do Pico onde são produzidas diversas espécies exóticas, autóctones e endémicas com vista ao abastecimento base para a floresta  de produção e de proteção e/ou recuperação da floresta Laurissilva.

GaCs

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top