Home / Açores / Luís Neto Viveiros reafirma empenho do Governo dos Açores numa “ajuda excecional” de Bruxelas
Luís Neto Viveiros reafirma empenho do Governo dos Açores numa “ajuda excecional” de Bruxelas

Luís Neto Viveiros reafirma empenho do Governo dos Açores numa “ajuda excecional” de Bruxelas

O Secretário Regional da Agricultura e Ambiente reafirmou esta terça-feira, em Ponta Delgada, que o Governo dos Açores está empenhado em manter a “pressão” junto da Comissão Europeia para a obtenção de ajudas adicionais face ao desmantelamento de quotas leiteiras que, destacou, ocorre numa situação de quase “anormalidade” nos mercados internacionais.

“É esse o esforço que temos feito”, assegurou Luís Neto Viveiros, em declarações aos jornalistas após uma reunião de trabalho com a Ministra da Agricultura e do Mar, referindo o apoio conseguido junto da Conferência dos Presidentes das Regiões Ultraperiféricas e da Comissão de Recursos Naturais do Comité das Regiões.

O titular da pasta da Agricultura recordou ainda o recente encontro mantido com o Comissário Europeu da Agricultura e Desenvolvimento Rural na sua deslocação a Portugal, que aceitou o convite para visitar os Açores no próximo ano.

“É nesse sentido que os Açores têm trabalhado, evidenciando nas negociações os nossos constrangimentos em termos de produção”, frisou Neto Viveiros, apontando “a distância dos mercados, a pulverização das explorações e a pequena dimensão do tecido empresarial agrícola”.

Questionado pelos jornalistas sobre os apoios à produção leiteira já existentes no POSEI, Luís Neto Viveiros frisou que este programa foi “desenhado” para um cenário que não coincide com o que está a ocorrer nos mercados internacionais.

Para o Secretário Regional, o desmantelamento do regime de quotas e a consequente liberalização ocorre numa conjuntura de “regressão” de consumo nos países emergentes, de excedente de oferta derivada do aumento de produção devido às boas condições climatéricas e ao embargo russo.

“Estamos numa situação quase que diria de alguma anormalidade relativamente àquilo que se previa e, portanto, com base em todos estes argumentos, é essa pressão que temos colocado em todos os fóruns em que temos assento e que continuaremos a fazer”, afirmou.

Relativamente à reunião de trabalho com a Ministra da Agricultura e do Mar, em que foram analisadas matérias como a Segurança Social, o seguro agrícola, as linhas de crédito anunciadas pela Comissão Europeia e a revisão futura do POSEI, Luís Neto Viveiros registou a garantia dada por Assunção Cristas de “envolvimento“ na defesa das pretensões e preocupações apresentadas pela Região.

“Tem um entendimento idêntico sobre as potencialidades que temos de diferenciação, de valorização de produtos e é por essa via que teremos todos que caminhar”, salientou, considerando que foi trilhado “um caminho comum que é bom para a Região e, naturalmente, também é bom para o País”.

Sobre a linha de apoio à promoção de produtos, Neto Viveiros clarificou que é uma ajuda estabelecida pela Comissão Europeia, reforçada em termos de envelope financeiro para o todo comunitário na sequência do embargo da Federação Russa aos produtos láteos europeus para ajudar a procurar mercados alternativos e a que as empresas dos Açores, entendendo vantajoso, se podem candidatar.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top