Luís Neto Viveiros salienta importância do papel do movimento associativo e das cooperativas

O Secretário Regional da Agricultura e Ambiente destacou hoje a importância do movimento associativo e das cooperativas em prol da agricultura, das comunidades em que se inserem e da economia dos Açores.

“O movimento associativo e as cooperativas podem ser bem-sucedidos e podem – e devem – ser um motor da prosperidade dos seus associados e dos setores que representam”, afirmou Luís Neto Viveiros, na cerimónia de abertura da I Exposição de Máquinas e Equipamentos Agrícolas e Industriais, a que presidiu em representação do Presidente do Governo dos Açores.

Para o titular da pasta da Agricultura, esta iniciativa da Associação Agrícola de S. Miguel otimiza a utilização do Parque de Exposições e cria “mais-valias para outras atividades, como é bem patente neste caso em que se promovem oportunidades de negócio aos fabricantes e representantes de equipamentos e de máquinas agrícolas”.

“É nesta atitude proativa que o Governo dos Açores acredita, uma atitude que comunga, que apoia e que incentiva em todas as ilhas, pois é uma atitude que permite encontrar soluções, potenciando o desenvolvimento da Região”, frisou o Secretário Regional.

Luís Neto Viveiros recordou, por outro lado, que o Executivo reforçou o programa regional de apoio aos agricultores para aquisição de máquinas e equipamentos, “através de um processo simples e célere” em “situações que não justificam investimentos de grande valor”.

O PROAMA funciona, assim, em complementaridade ao novo Programa de Desenvolvimento Rural, recentemente aprovado pela Comissão Europeia.

“Queremos que os nossos agricultores aproveitem e aproveitem bem, pelo seu futuro e pelo futuro da nossa Região, este novo período de programação financeira”, afirmou.

Nesse sentido, anunciou que, sábado, 7 de março, no Parque de Leilões da Associação Agrícola de S. Miguel, o Governo dos Açores, em parceria com as associações agrícolas e organizações de produtores, promove a realização da “primeira de múltiplas sessões de esclarecimento, que decorrerão em todas as ilhas, sobre as medidas inscritas no PRORURAL+”.

Luís Neto Viveiros assegurou ainda a determinação do Executivo açoriano “na luta pela resolução de uma injustiça que são as alterações impostas a nível nacional ao regime contributivo para a Segurança Social”, salientando que a questão já foi colocada “pessoalmente ao Ministro da Segurança Social e à Ministra da Agricultura”.

“A Assembleia Legislativa Regional vai, também [na próxima semana] analisar uma anteproposta de lei que visa corrigir esta situação injusta para todos os agricultores da Região e do País”, acrescentou.

“Trabalhamos com e para os agricultores, todos os dias do ano, tal como os agricultores diariamente trabalham para a nossa autossustentabilidade alimentar e para a competitividade da economia dos Açores”, afirmou Luís Neto Viveiros, na intervenção que proferiu na cerimónia.

GaCS

Deixe uma resposta