Home / Destaque / Luís Silveira apela ao Governo para que não faça de São Jorge o “parente pobre” este verão no que toca às acessibilidades marítimas e aéreas para a ilha – Concelho das Velas vai ressentir-se com ausência do Mestre Simão na época alta (c/áudio)
Luís Silveira apela ao Governo para que não faça de São Jorge o “parente pobre” este verão no que toca às acessibilidades marítimas e aéreas para a ilha – Concelho das Velas vai ressentir-se com ausência do Mestre Simão na época alta (c/áudio)

Luís Silveira apela ao Governo para que não faça de São Jorge o “parente pobre” este verão no que toca às acessibilidades marítimas e aéreas para a ilha – Concelho das Velas vai ressentir-se com ausência do Mestre Simão na época alta (c/áudio)

Depois da notícia avançada pelo Governo Regional de que o Mestre Simão, que encalhou no início de janeiro junto ao porto da Madalena do Pico, foi dado como “irrecuperável”, e depois de o executivo ter também dito que não ia alugar nenhum barco semelhante para a época alta de forma a realizar as ligações marítimas com transporte de viaturas e passageiros entre as ilhas do triângulo, as preocupações começaram a surgir.

Questionado sobre o assunto pela RL Açores, o presidente da Câmara Municipal das Velas, que já havia manifestado pesar pelo acidente com o Mestre Simão e que saudou toda a tripulação bem como a forma com que lidaram com o encalhe do navio, salvaguardando a vida de todos os passageiros, teme agora as consequências que a falta deste navio podem trazer para a ilha de São Jorge e em concreto para o concelho das Velas.

Relembrando os constrangimentos que já existem anualmente durante a época alta para entrar e sair de São Jorge, Luís Silveira apela ao Governo para que tenha uma especial atenção para com São Jorge.

O autarca velense espera que o Governo Regional não faça de São Jorge o “parente pobre” e que reforce as ligações aéreas, esperando ainda que a nível das ligações marítimas o Gilberto Mariano não se fique apenas pela travessia entre o Pico e o Faial.

A par do aumento das ligações aéreas que já foi anunciado para a ilha do Pico, Luís Silveira quer acreditar que o Governo não vai esquecer São Jorge.

Liliana Andrade/RL Açores

Fotografia: ©Direitos Reservados

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top