Home / Açores / Mais empregabilidade, mais qualificação e mais participação são os objetivos das políticas de juventude nos Açores, afirma Berto Messias
Mais empregabilidade, mais qualificação e mais participação são os objetivos das políticas de juventude nos Açores, afirma Berto Messias

Mais empregabilidade, mais qualificação e mais participação são os objetivos das políticas de juventude nos Açores, afirma Berto Messias

O Secretário Regional Adjunto da Presidência para os Assuntos Parlamentares apontou esta segunda-feira as linhas orientadoras das políticas de juventude nos Açores para os próximos quatro anos, frisando que um dos principais objetivos é a melhoria da capacidade de empregabilidade dos jovens.

“Tudo o que apoiarmos, tudo o que promovermos, tudo a que nos associarmos tem que ter um propósito claro de contribuir para mais e melhor capacidade de empregabilidade dos jovens Açorianos, para aumentar os índices de qualificação e de competências e para valorizar e cultivar uma maior participação cívica desta faixa etária”, afirmou Berto Messias no final de uma visita à Casa do Povo de Santa Bárbara, na ilha Terceira.

Berto Messias frisou que os Açores possuem um “importante capital humano” pelo facto de serem “uma das Regiões mais jovens do País”, o que permite “olhar para o futuro com confiança, mas com a grande responsabilidade de desenvolver políticas públicas inclusivas e de criação de oportunidades para que os jovens Açorianos aqui se fixem”.

“Este trabalho será feito de forma transversal, através da ação desenvolvida por todos os departamentos do Governo dos Açores com área de intervenção na população mais jovem, e em estreita parceria e colaboração com as instituições que se dedicam a esta faixa etária nas suas diversas dimensões, seja educativa, desportiva, cultural, económica ou social, como é o caso da instituição que acabámos de visitar”, afirmou.

Para o Secretário Regional, “uma região será mais bem preparada para o futuro, quanto melhor e mais interventiva for a juventude dessa região e, nesse âmbito, quem define e implementa as políticas públicas tem de fazer tudo o que está ao seu alcance para garantir essa realidade”.

“É isso que faremos”, assegurou Berto Messias.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top