AçoresTurismo

Marta Guerreiro afirma que mobilidade elétrica e qualificação dos profissionais do turismo são prioridades para 2020

A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo salientou esta quarta-feira que as políticas de incentivo à mobilidade elétrica e a qualificação dos profissionais do turismo são as prioridades espelhadas na proposta de Plano e Orçamento para 2020, que contempla um investimento de 56 milhões de euros nas áreas que tutela.

Marta Guerreiro falava, na Horta, à margem das audições nas comissões de Economia e de Assuntos Parlamentares, Ambiente e Trabalho da Assembleia Legislativa.

Segundo a governante, a “dinâmica turística” atual implica “novos e maiores desafios”, sendo um setor que representa um investimento superior a 33,5 milhões de euros, com um aumento de 4% face ao ano anterior, uma dotação financeira que comprova que o Governo dos Açores “continua a apostar” num dos setores que tem sido “fundamental para o desenvolvimento económico”.

Para a titular da pasta do Turismo, “as questões da qualificação são preponderantes”, por via “do reforço da formação dos recursos humanos”, com diversas ações previstas, mas também com a aposta na “qualificação, inovação e diversificação” ao nível dos produtos, a par do aumento do investimento no que diz respeito à promoção, por via do reforço de ações junto dos principais mercados emissores.

No setor da Energia, a Secretária Regional sublinhou a aposta na mobilidade elétrica, com destaque para a conclusão da implementação da rede pública dos 26 pontos de carregamento e a atribuição de incentivos financeiros à aquisição de veículos exclusivamente elétricos.

A titular da pasta da Energia frisou o investimento de 2,5 milhões de euros nesta área, sendo “um pilar fundamental nos desafios que marcam as agendas mundiais”, nomeadamente no que diz respeito à promoção de uma economia de baixo carbono e à mitigação dos impactos das alterações climáticas.

Em termos de políticas ambientais, a governante apontou as políticas de conservação da natureza, que representam a maior fatia de investimento ambiental, com destaque para a implementação de três projetos LIFE, que incorporam ações de recuperação de espécies e habitats.

Marta Guerreiro referiu ainda a aposta na qualidade ambiental, com particular incidência nos resíduos, para além das ações relativas à mitigação das emissões e à adaptação às mudanças climáticas.

Segundo a governante, os investimentos previstos na proposta de Plano para 2020 evidenciam, por um lado, “a consolidação de políticas necessárias” ao longo da legislatura, face aos desafios atuais destes setores preponderantes, e, por outro, uma “atuação focada no futuro dos Açores, assente na transição energética, na salvaguarda do património, na criação de emprego e no aumento da qualidade de vida dos Açorianos”.

GaCS/RL Açores

Comment here