Ultimas
Home / Destaque / Matadouro de São Jorge será intervencionado depois de 2020, adianta João Ponte (c/áudio)
Matadouro de São Jorge será intervencionado depois de 2020, adianta João Ponte (c/áudio)

Matadouro de São Jorge será intervencionado depois de 2020, adianta João Ponte (c/áudio)

O Secretário regional da Agricultura garantiu esta semana em São Jorge que em 2019 serão desencadeados procedimentos com vista à realização do projeto de requalificação do Matadouro da ilha.

De acordo com João Ponte, essas serão obras a realizar no âmbito do próximo quadro comunitário, ou seja, depois de 2020.

João Ponte falava esta quarta-feira no fórum ‘Desafios da Agricultura na ilha de São Jorge e o futuro da Política Agrícola Comum pós 2020’, que decorreu na Calheta.

O titular da pasta da agricultura salientou que a ilha de São Jorge produz queijo de “excelência, com tradição, história e qualidade reconhecida, que consegue fidelizar os consumidores”, mas é preciso continuar a trabalhar nesse sentido e em busca de novos mercados e consolidação dos mesmos.

O Secretário Regional afirmou que este é um desafio que está do lado da indústria, mas assegurou que o Governo dos Açores está disponível para ajudar, como aconteceu recentemente com o apoio dado à Uniqueijo para a realização de uma campanha promocional, de âmbito nacional, do queijo de São Jorge.

O titular da pasta da Agricultura salientou que, considerando a receita bruta da produção de leite em 2017, o volume de vendas de queijo pelas cooperativas e o valor das ajudas do POSEI e PRORURAL+, está em causa uma receita bruta global superior a 30 milhões de euros.

Por outro lado, o Secretário Regional destacou o “percurso positivo” que as cooperativas de São Jorge fizeram nos últimos anos, concluindo que “a estratégia adotada pelo Governo dos Açores teve sucesso e permitiu reestruturar a produção de queijo em São Jorge”.

João Ponte frisou ainda que “As cooperativas foram reestruturadas financeiramente. As queijarias foram modernizadas, melhorando as condições higio-sanitárias”, acrescentando o governante que este “não é um projeto concluído, mas já é um projeto bem conseguido”, segundo as suas palavras.

Liliana Andrade/GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top