Home / Açores / Novo modelo de transporte aéreo é o que melhor serve os Açores, afirma Vasco Cordeiro 
Novo modelo de transporte aéreo é o que melhor serve os Açores, afirma Vasco Cordeiro 

Novo modelo de transporte aéreo é o que melhor serve os Açores, afirma Vasco Cordeiro 

O Presidente do Governo afirmou hoje, na Horta, que o novo modelo de transporte aéreo para os Açores é o que melhor serve a Região e garantiu que o seu Executivo está empenhado em aperfeiçoar alguns aspetos para reforçar os seus benefícios em todas as ilhas.

“Não reste a mínima dúvida de que estamos comprometidos a aperfeiçoar aquilo que for necessário para que este modelo possa resultar em benefício de todas as ilhas, mesmo com a diversidade de soluções que estão implementadas”, assegurou Vasco Cordeiro, numa intervenção na Assembleia Legislativa.

Perante os deputados regionais, o Presidente do Governo reafirmou que o Executivo Açoriano “está ao lado da SATA” para, dentro das novas regras que entraram em vigor recentemente, ajudar a companhia aérea a vencer os desafios com que está confrontada.

“Este é um tempo de mudança, de transformação e de novos desafios que se colocam a um variado conjunto de protagonistas e de intervenientes neste setor nos Açores”, frisou Vasco Cordeiro, ao salientar que a melhoria dos benefícios que este novo modelo de acessibilidades aéreas à Região vai trazer para a economia ainda vai ser demonstrado.

Na sua intervenção, Vasco Cordeiro realçou, também, que o crescimento do Turismo que se verificou nos últimos meses – caso do aumento de 24,1 por cento registado em fevereiro deste ano – não está relacionado com a alteração do modelo de acessibilidades aéreas, um facto que prova, com resultados, o trabalho que o Governo está a fazer nesta área.

O Presidente do Governo voltou a manifestar estranheza pelo facto de a TAP ter abandonado as rotas do Faial e do Pico, tendo em conta que o Governo da República, quando aprovou os termos da privatização, assegurou que esta companhia pública teria de manter as rotas de serviço público para as Regiões Autónomas.

“Antes ainda da TAP estar privatizada, é a própria tutela da TAP que aceita, mesmo que tacitamente, que a companhia abandone estas rotas de serviço público”, afirmou Vasco Cordeiro.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top