Novo presidente da Uniqueijo renegocia dívida de 8ME com a banca (c/áudio)

António Aguiar é o novo presidente da União das Cooperativas. O presidente da Finisterra acumula agora mais uma função no setor cooperativo jorgense, assumindo então a direção da Uniqueijo. A União de Cooperativas tem um passivo que cifra na ordem dos oito milhões de euros, sendo que nos últimos dias esta dívida já foi renegociada com a banca.

Em declarações à RL Açores, António Aguiar afirmou que “nos últimos dias tem sido feito um trabalho que vem dar resolução a alguns dos problemas da Uniqueijo”.

O novo presidente adiantou que “a divida bancária da casa se situa nos oito milhões de euros e estava colocada em vários bancos em contas caucionadas em situações de curto e médio prazo”, revelando que o que foi feito nos últimos dias “foi encontrar um banco que acolhesse toda esse montante para passar para 15 anos a uma taxa de juro que não tem nada a ver com o que até então era praticado.”

A conturbada situação que a União de Cooperativas atravessa tem prejudicado em muito o pagamento aos lavradores, sendo que só a Finisterra tem uma situação regularizada, onde a produção é paga a 60 dias.

Nos restantes casos, Norte Pequeno e a Beira só recentemente receberam o mês de Abril e os Lourais têm um atraso de um ano.

António Aguiar afirmou que estão a ser criadas condições para que se regularizem dentro do possível os pagamentos, tentando a partir de Novembro fazer o pagamento a 90 dias em toda a fileira.

“Estamos a criar as condições para que no início da próxima semana, na segunda-feira, se consiga pagar o mês de maio da Beira e do Norte Pequeno, pagar o mês de outubro nos Lourais e, durante os primeiros 15 dias de novembro, estamos a encontrar a solução para fazer o pagamento em toda a fileira do leite a 90 dias”, explicou António Aguiar.

O presidente da Uniqueijo adiantou ainda que desde que a nova direção assumiu funções já encontrou uma forma de reduzir os custos em cerca de 400 mil euros.

“Procurar mais-valias tanto na produção como na qualidade do leite e do queijo” e ainda “aumentar os preços de transferências do queijo” são outras das possíveis soluções apontadas por António Aguiar, para que se possa trabalhar no sentido de vir a conseguir aumentar o preço do leite.

De acordo com o novo presidente esta situação da reestruturação da divida da Uniqueijo era já “uma situação gritante”.

António Aguiar fez saber também que foi aprovado ainda em assembleia geral um acordo de mandato de gestão, isto porque não pode estar a tempo inteiro na União devido a outras funções que desempenha e, para isso, irá então contar com Técnicos da Lactaçores que irão atuar a nível da gestão da qualidade e da produção, dos recursos humanos e na contabilidade da Uniqueijo.

Liliana Andrade/RL Açores

Deixe uma resposta