Home / Açores / Novo sistema de informação de análises clínicas reforça acesso dos Açorianos à Saúde, afirma Vasco Cordeiro
Novo sistema de informação de análises clínicas reforça acesso dos Açorianos à Saúde, afirma Vasco Cordeiro

Novo sistema de informação de análises clínicas reforça acesso dos Açorianos à Saúde, afirma Vasco Cordeiro

O Presidente do Governo assistiu esta segunda-feira, no Centro de Saúde da Graciosa, à apresentação do novo sistema de informação integrada MyClinicData, que permite a qualquer Açoriano aceder, por via eletrónica, aos resultados das suas análises clínicas, evitando deslocações às unidades de saúde.

Este projeto, que está em pleno funcionamento em todas as ilhas, permite, “de forma mais rápida, mais prática e mais eficaz”, a partilha entre os hospitais e centros de saúde da Região da informação produzida no momento sobre os resultados das análises, mas também o histórico dos dados do utente, salientou Vasco Cordeiro.

Em declarações aos jornalistas, no âmbito da visita estatutária à Graciosa, o Presidente do Governo frisou que o MyClinicData, que representa um investimento superior a meio milhão de euros, integra-se num conjunto de três projetos relacionados com o reforço do acesso dos Açorianos ao Serviço Regional de Saúde.

Além deste sistema de informação de resultados de análises clínicas, a telemedicina é outra das componentes que está em fase adiantada, seguindo-se a componente da imagiologia, que deverá ficar operacional ainda este ano, avançou Vasco Cordeiro.

“Este sistema foi implementado porque é mais vantajoso para os Açorianos que necessitam de recorrer ao Serviço Regional de Saúde. Assim foi com a telemedicina, assim é com este sistema e assim será, também, com o projeto relativo à imagiologia”, afirmou o Presidente do Governo.

Este novo sistema permite, assim, evitar deslocações dos utentes às unidades de saúde, ao mesmo tempo que possibilita ao médico consultar os últimos resultados de análises, independentemente da unidade de saúde onde foram prescritas ou realizadas, evitando, também, a duplicação da prescrição de análises, que geram gastos adicionais desnecessários.

Além disso, com o MyClinicData, que respeita as principais normas internacionais relativas à segurança informática e à proteção de dados pessoais, deixa de existir a necessidade de impressão dos resultados pelas unidades de saúde.

De acordo com estimativas, o sistema MyCliniData permitirá poupar, anualmente, pelo menos, meia tonelada de papel.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top