Home / Politica / “O PS defende o equilíbrio orçamental sem ter de levar as famílias à bancarrota”, sublinhou Carlos César
“O PS defende o equilíbrio orçamental sem ter de levar as famílias à bancarrota”, sublinhou Carlos César

“O PS defende o equilíbrio orçamental sem ter de levar as famílias à bancarrota”, sublinhou Carlos César

O cabeça de lista do PS/Açores às eleições legislativas do próximo dia 4 de outubro, Carlos César, destacou este domingo, nos Arrifes, que o Partido Socialista defende a estabilidade orçamental, e que esta não deve ser atingida à custa da bancarrota das famílias, como fez a coligação do PSD e do CDS/PP.

Carlos César sublinhou que “o PS, tal como o PSD e o CDS/PP, acha que é absolutamente necessário preservar o equilíbrio orçamental no país, evitar a bancarrota do país, evitar repetir situações que nos fragilizaram muito”, explicando, no entanto, que existe uma “grande diferença entre um partido do centro-esquerda, como é o PS, e a direita: se estamos de acordo que deve haver equilíbrio orçamental e que não deve haver bancarrota do país, consideramos, por outro lado, é que não pode haver bancarrota das famílias”.

Carlos César considerou que “não podemos continuar a assistir a milhares e milhares de famílias por esta região e pelo país fora com penhoras, com as despesas escolares a subirem cada vez mais, com as despesas de saúde a subirem cada vez mais, com o desemprego a não descer ao ritmo de outros países europeus e com o emprego a escassear”.

“Tudo isso constitui uma grande diferença entre aquilo que é um partido do centro-esquerda e a forma como a direita pensa; A direita pensa que o equilíbrio orçamental é a única prioridade, mesmo que isso resulte sempre no sacrifício das nossas famílias e daqueles que estão mais carecidos”, lamentou o socialista.

Carlos César reiterou o apelo ao voto no PS, lembrando que “este é um apoio que se justifica, porque os governos do PS têm sido aqueles que maiores apoios têm prestado à nossa Região, em épocas de calamidades e de maiores dificuldades”. O candidato do PS exemplificou com “tudo o que aconteceu nas crises sísmicas, no caso da Lei de Finanças Regionais, quando o Governo da República do PS disponibilizou os meios para fazer face aos piores momentos, quando o mesmo não aconteceu com os governos do PSD”.

“Creio que os Açorianos têm bem a noção dessa diferença. Aliás, tenho sentido ao longo desta campanha eleitoral, nos Açores, um grande apoio ao Partido Socialista”, destacou Carlos César.

GI PS Açores/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top