O PS tem trabalhado para melhorar os rendimentos dos pescadores Açorianos”, salientou José Ávila

O Grupo Parlamentar do PS destacou, esta terça-feira, o trabalho que o Governo dos Açores do PS tem desenvolvido para valorizar o pescado Açoriano e melhorar o rendimento dos nossos pescadores.

A posição foi assumida pelo deputado socialista, José Ávila, que falava na cidade da Horta.

José Ávila destacou a valorização do pescado Açoriano ao longo desta legislatura, lembrando que “o preço médio do pescado nos Açores em 2012 era de 2.86€/Kg e, em 2016, já atingiu o valor de 4.17€/kg”.

O socialista não nega que as pescas atravessam um “momento que nos deve preocupar”, criticando a oposição por assumir “discursos destrutivos”, que “em nada ajudam o setor”. “O PSD nada propõe e depois vem pedir contas ao Governo Regional”, lamentou.

O deputado socialista rejeitou que a frota pesqueira dos Açores esteja “sobredimensionada”, como alegou o PSD e frisou que “67% das embarcações de pesca Açorianas têm menos de nove metros de comprimento e usam artes de pesca à linha”.

O parlamentar do PS considera o caminho passa por “promover a imagem do pescado dos Açores através de uma marca própria, avaliar as potencialidades externas do pescado Açoriano, valorizar as espécies com pouco valor comercial através da transformação por filetagem e congelação, valorizar a pesca dos pequenos pelágicos, implementar a venda eletrónica em todas as lotas de todas as ilhas dos Açores e promover em conjunto com todos os parceiros a regulação das margens de comercialização”.

“O Governo dos Açores, juntamente com os parceiros sociais, tem encetado uma série de medidas para ultrapassar esta fase. É verdade que estamos a pescar menos, mas também é verdade que estamos a vender melhor. Uma coisa é certa: O PS/Açores manterá a sua relação de proximidade com as comunidades piscatórias, escolhendo ser parte da solução e nunca parte do problema, como prefere o PSD. Devemos concentrar-nos no que é essencial para ajudar este setor a atravessar uma fase que é menos boa”, finalizou o deputado socialista, José Ávila.

Deixe uma resposta