Home / Açores / Obras a decorrer em ribeiras, no valor de 4,5 ME, são para proteger pessoas e bens, afirma Luís Neto Viveiros 
Obras a decorrer em ribeiras, no valor de 4,5 ME, são para proteger pessoas e bens, afirma Luís Neto Viveiros 

Obras a decorrer em ribeiras, no valor de 4,5 ME, são para proteger pessoas e bens, afirma Luís Neto Viveiros 

O Secretário Regional da Agricultura e Ambiente afirmou hoje, na ilha Terceira, que o significativo reforço de investimento público realizado na atual legislatura em intervenções, manutenção e limpeza de linhas de água em todo o arquipélago visa contribuir para a segurança de pessoas e bens, salientando que estão em fase de execução obras no valor global de 4,5 milhões de euros.

Luís Neto Viveiros, que falava na cerimónia que assinalou a conclusão das obras na Ribeira do Testo e na Grota do Tapete, em Porto Judeu, no concelho de Angra do Heroísmo, salientou ainda a afetação de cerca de seis milhões de euros às ações destinadas a estas áreas neste ano de 2016.

“Uma parte significativa é para a manutenção da rede hidrográfica, que está muito próxima dos cerca de sete mil quilómetros” em todo o arquipélago, frisou o titular da pasta do Ambiente, acrescentando que outra parte significativa foi alocada a investimentos necessários em diferentes ilhas da Região.

As intervenções realizadas nas ribeiras de Porto Judeu, no valor global de cerca de 500 mil euros, foram determinadas pelo Governo dos Açores em consequência dos efeitos dos temporais registados em 2013.

Em declarações aos jornalistas, Neto Viveiros adiantou que, também na Terceira, já estão a ser executadas as obras de requalificação da Ribeira de São Bento, em Angra do Heroísmo, e de reperfilamento do leito e redimensionamento da passagem hidráulica na Grota da Chouriça, na Ribeirinha, no valor global de 1,5 milhões de euros.

Por outro lado, salientou que, ainda nesta ilha, já foi adjudicada a obra de requalificação da Grota de Francisco Vieira, no Raminho, num investimento de cerca de 550 mil euros.

Em S. Miguel, estão em execução as obras na Grota da Areia, freguesia do Pilar da Bretanha, no concelho de Ponta Delgada, orçadas em cerca de 470 mil euros, e vai ser lançado o concurso para a construção do canal de desvio de afluentes da Ribeira do Salto da Inglesa e de consolidação do leito e margens do canal do Salto do Fojo, nas Furnas, concelho da Povoação, num investimento de 1,5 milhões de euros.

O Governo dos Açores, considerando os prejuízos causados pelos temporais de setembro e dezembro nos concelhos de Nordeste, Povoação e Ribeira Grande, decidiu também, conforme destacou Luís Neto Viveiros, avançar este ano com intervenções não previstas em linhas de água nestes três concelhos, num custo total estimado de cerca de  dois milhões de euros.

Na ilha do Pico, está em fase final de execução a primeira fase da intervenção na Ribeira do Dilúvio, na Madalena, num investimento de 200 mil euros, e vai ser lançado em 2016 o concurso para a segunda fase e iniciar-se a obra na Ribeira da Prainha, num investimento previsto de 300 mil euros.

Em S. Jorge, também foi já adjudicada, por cerca de 240 mil euros, a intervenção na Ribeira da Beira, enquanto nas Flores se encontram em execução as obras de reabilitação da rede hidrográfica da Fajãzinha, nas Lajes das Flores, num investimento público de cerca de 1,5 milhões de euros.

Além da conclusão das obras nas ribeiras de Porto Judeu, na ilha Terceira, e das que estão em curso nas diversas ilhas, o Governo dos Açores já concluiu na atual legislatura intervenções significativas na Ribeira do Faial da Terra e da Ribeira Quente, na Povoação, na Ribeira de Santa Bárbara, na Ribeira Grande, e na Ribeira do Cabo da Vila, na Lagoa, todas na ilha de S. Miguel.

GaCS/RL Açores

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top