Home / Destaque / Operacionalidade do Porto da Calheta já está restabelecida após incidente com grua
Operacionalidade do Porto da Calheta já está restabelecida após incidente com grua

Operacionalidade do Porto da Calheta já está restabelecida após incidente com grua

A Portos dos Açores, S.A. informou, numa nota de imprensa enviada às redações, que a normal operacionalidade do Porto da Calheta, na ilha de São Jorge, está totalmente restabelecida após o incidente da semana passada com uma grua de grande dimensão da obra da rampa ro-ro, a qual acabou por ser reposicionada num prazo mais curto do que inicialmente previsto.

O incidente em questão foi registado no decurso da empreitada de construção da rampa para navios Ro-Ro e ferry da Calheta e traduziu-se na perda de estabilidade vertical da referida grua, que tombou contra o muro-cortina do cais exterior.

Esta situação acabou, já no final da semana passada, por ser ultrapassada, ao mesmo tempo que a lança daquele equipamento foi colocada na posição horizontal, em local que não impede os normais fluxos para as zonas da plataforma do cais onde fazem serviço, em concreto, os navios de tráfego local de mercadorias que operam no Grupo Central dos Açores.

De acordo com a Portos dos Açores, estão, assim, restabelecidas as condições de segurança para funcionamento regular daquele porto, tendo-se confirmado, entretanto, que a infraestrutura portuária não sofreu danos.

Assim, deixa de ser necessário redirecionar para o Porto das Velas o movimento de navios e outras embarcações que utilizam o cais comercial da vila da Calheta, não tendo em circunstância alguma – conforme foi oportunamente referido pela Portos dos Açores, S.A. – as frotas de pesca local, de recreio e as das atividades marítimo-turísticas sido minimamente afetadas nas suas operações, pois utilizam o cais antigo do Porto da Calheta, onde se situam os equipamentos de alagem de embarcações de pequena tonelagem e menor dimensão.

De acordo coma empresa que administra os portos dos Açores, por estes dias, vão decorrer no próprio local onde ele se encontra imobilizado, as necessárias reparações no equipamento avariado, com vista à sua reutilização na empreitada ali em marcha, o que vai continuar a ser devidamente acompanhado pela administração portuária.

GI Portos dos Açores/RL Açores

Fotografia: ©Tiago Oliveira

About admin

Leave a Reply

Scroll To Top