Orçamento e Grandes Opções do Plano do Município das Velas para 2016 aprovados em Assembleia Municipal (c/áudio)

A Assembleia Municipal das Velas aprovou na passada sexta-feira o Orçamento e as Grandes Opções do Plano da Autarquia velense com sete votos favoráveis do grupo municipal do CDS-PP e 13 abstenções dos grupos municipais do PS e PSD.

Um orçamento em que a receita e a despesa total ultrapassa os 6 milhões de euros.

O presidente da Câmara Municipal das Velas salientou que este é “o melhor orçamento da história” do Município e explicou porquê.

Luís Silveira destacou ainda as áreas mais importantes que este orçamento abrange.

De acordo com o autarca, os benefícios fiscais para com as famílias estão em destaque neste orçamento.

Luís Silveira explicou ainda os montantes destinados à receita e à despesa da autarquia, salientando o facto de ser possível à Câmara Municipal das Velas um investimento “bastante substancial” no concelho, segundo afirmou o autarca.

Grandes Opções do Plano com destaque para reabilitação da Rede de Águas e para a Reabilitação da Sede do Concelho

No que diz respeito às grandes opções do Plano, Luís Silveira enumerou as obras que mais se destacam para o próximo ano para o concelho das Velas.

No âmbito da Proteção civil, a autarquia prepara uma candidatura no valor de 250 mil euros.

A reabilitação da rede de águas do concelho no valor de um milhão e trezentos mil euros é outro dos destaques no que respeita a obras.

A autarquia vai ainda investir 450 mil euros no que toca aos resíduos sólidos, nomeadamente para a compra de duas viaturas de recolha de resíduos e ainda para a compra de ecopontos para todo o concelho.

Luís Silveira enunciou ainda o investimento previsto para a área da cultura.

A reabilitação da sede do concelho é outra das grandes obras previstas, que passa também pela reabilitação do Jardim Municipal, a criação do mercado municipal bem como a renovação de sinalização, um projeto que padece ainda da candidatura ao 20-20.

Luís Silveira garantiu que apenas esta obra da reabilitação da sede do concelho é para 2 anos, tendo em conta que todas as outras dependem da regulamentação do quadro comunitário.

CDS-PP aprova mas PS e PSD abstêm-se

O orçamento e as Grandes Opções do Plano foram aprovados mas apenas com os votos favoráveis do CDS-PP, tendo em conta que tanto o Grupo Municipal do PSD como o Grupo Municipal do PS decidiram abster-se na votação destes dois pontos.

Liliana Almeida, deputada municipal do PSD, explicou o porquê desta decisão.

Já o Grupo Municipal do PS admitiu concordar com alguns aspetos, mas mesmo assim apontou outros motivos para optar pela abstenção como fez saber o deputado municipal José Júlio Rodriues.

 

 

Liliana Andrade/RL Açores

Deixe uma resposta